SUPOSTA APARIÇÃO SOBRENATURAL DEIXA JOVENS ASSUSTADOS EM AMARAJI

Na madrugada, início desta segunda-feira, dia 11, um fato curioso e assustador tirou o sono de alguns jovens num sítio próximo ao bairro João Paulo II, em Amaraji. Quem confirma o fato que é comprovado por vídeo de monitoramento do local, é Álex Ântony, 27 anos, arqueólogo, morador da cidade de Escada, e que estava junto com os amigos passando o fim de semana e aproveitando para conhecer banhos e casas antigas de Amaraji a convite do dono do sítio.

Segundo ele, esta foi a primeira vez que esteve no local, porém já teve algumas experiências sobrenaturais, mas jamais algo desse tipo. “Estávamos conversando e jogando dominó, ao término das partidas, começamos a conversar sobre aparições sobrenaturais, lendas, histórias de terror, coisas do além, até que por volta de 01h da manhã, quando começamos a falar sobre comadre fulorzinha e um de nossos amigos começou a zombar dela, pedindo provas se ela realmente existia e ao se calar escutamos um baralho muito forte vindo do mato que assustou os cachorros e cavalos que estavam por perto, de imediato não pensamos duas vezes e saímos todos correndo apavorados com o que acabávamos de presenciar”, destacou Álex.

Após receber o vídeo de Renato, proprietário do sítio, os amigos perceberam detalhes, por exemplo que ao fundo uma luz que pisca, é um sensor de presença, que disparou antes de se levantarem para correr, segundo eles comprovando a presença/passagem de algo/alguém naquele local além deles.

“Foi tudo muito real, começamos falar sobre espiritualidade, visões de coisas sobre naturais, entre outras. Desde pequeno ouvia muito sobre Comadre Fulozinha, inclusive tenho alguns relatos sobre ela. Mas lá no sítio onde estávamos em Amaraji foi diferente, quando duvidei e pedi uma prova a menor que fosse, foi quando ouvimos um assobio e veio um barulho de imediato da mata que tem atrás da casa e logo em seguida os cavalos e cachorros se espantaram fazendo enormes barulhos. Fora o sensor que detecta presença, disparou antes mesmo de levantarmos da mesa e sairmos correndo. Digo sem dúvida, que foi a pior sensação da minha vida, mas que valeu a experiência de que nunca mais duvidarei de sua existência”, destacou Thiago, amigo que iniciou as dúvidas e que teria incitado o fenômeno.

 

Confira o vídeo do monitoramento que flagrou o caso.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Álex Ântony (@alexantony40123)

Compartilhe:

Comentários

comments