PEDIDO DE IMPEACHMENT DO PREFEITO DE TAMANDARÉ É ARQUIVADO

A Câmara Municipal de Tamandaré votou na noite desta quarta-feira dois pedidos de impeachment contra o prefeito Sérgio Hacker (PSB) por improbidade administrativa. Foram duas denúncias, a primeira a ser votada foi a do vereador José Soares da Silva (Bebeto), que trouxe a denúncia contra a contratação irregular de Mirtes Renata Santana da Silva, que atuava como empregada doméstica e recebia o salário pela prefeitura. Por sete votos a três, a denúncia não foi aceita pela maioria dos vereadores e acabou sendo arquivada na mesma sessão. 
 
A sessão ordinária da Câmara foi transmitida pelo Facebook na rede social da Câmara. A transmissão foi acompanhada por cerca de 2 mil internautas, 50 compartilhamentos e mais de 600 comentários. A maioria com críticas ao prefeito e com descrédito no afastamento do prefeito pelos vereadores.
 
A segunda denúncia com pedido de impeachment foi apresentada por Higor Araujo e Liana Cirne. Os dois apresentaram como fundamento o fato de o prefeito Sérgio Hacker ter mantido Mirtes Renata, trabalhando como empregada doméstica em plena pandemia. Ainda segundo a denúncia, Mirtes, mãe de Miguel, contraiu Covid-19 e mesmo assim continuou a trabalhar e ainda o fato dela receber pelos cofres públicos. Durante a leitura da segunda denúncia a transmissão foi encerrada antes da votação dos vereadores. 
 

Do DiariodePE
Compartilhe:

Comentários

comments