MULHER É PRESA NO RECIFE APÓS APLICAR GOLPE DE VENDA DE ROUPA QUE NUNCA ERA ENTREGUE

Uma mulher de 20 anos foi presa de forma preventiva no Recife na quinta-feira (4), acusada de praticar golpes na internet. De acordo com o delegado Eronides Meneses, chefe da operação, a suspeita – que não teve o nome divulgado – usava perfis falsos para vender roupas que não existiam e, por isso, nunca eram entregues.

A suspeita está na Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro do Engenho do Meio, na Zona Oeste da cidade. A detenção foi feita em uma operação comandada pela Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos.

“Não era só um perfil. Eram vários perfis na internet. Ela pegava as fotos que estavam postadas [por uma loja real] e republicava [nos perfis falsos] com preços menores”, disse o delegado. De acordo com a Polícia Civil, os valores que ela movimentava eram altos.

“Os valores variavam. Seja de 400 reais, até cinco mil reais, ela recebia quase diariamente nas várias contas bancárias. Identificamos as contas, os bancos. Infelizmente, ao que tudo indica, estão vazias, porque ela se desfazia rapidamente, sacava o dinheiro. Não conseguimos apreender quantia na residência dela”, revelou.

A negociação, que começava no Instagram, passava para o Whatsapp. Ali, quando a venda era acertada, ela fornecia os seus dados, como nome completo, conta bancária e CPF.

Com o pedido de prisão preventiva aceito, a Polícia efetuou a detenção da mulher, que morava num flat de “alto padrão” no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Com ela, foram apreendidos um celular, um notebook, cartões de crédito e até uma maquineta.

“Muitas vezes ela dizia que aceitava cartão de crédito, e as pessoas enviavam para elas os dados para que ela digitasse na maquineta”, disse o delegado.

Do G1.

Compartilhe:

Comentários

comments