IDOSO QUE VIVIA NAS RUAS DE AMARAJI REENCONTRA FAMÍLIA APÓS AÇÃO DO CREAS

A história do idoso José Alexandre, de pouco mais de oitenta anos, que vivia há alguns meses nas ruas do centro da cidade, esta semana teve um final feliz. A informação foi confirmada pela equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Amaraji. Segundo a equipe que esteve várias vezes em contato com ele nas ruas, o idoso se equivocava nas informações repassadas e isso dificultou o trabalho para que encontrasse sua família.
 
Hora dizia que era natural de Propriá/SE, hora dizia ser de Arapiraca/AL, quando na verdade era natural de Gravatá, Agreste do Estado e poucos quilômetros das ruas de onde estava. Segundo Sabrina Medeiros, coordenadora do CREAS, desde que descobriram a história do idoso que vivia nas ruas, uma equipe passou a monitorar e o acompanhar, mesmo ele não querendo sair das ruas, onde vivia e recebia diariamente alimentos e ajuda dos moradores e comerciantes.
 
Há poucos dias uma informação obtida pela equipe do CREAS, que é vinculado a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Amaraji, mudou o rumo das direções das buscas e pôs o senhor José Alexandre no verdadeiro caminho de reencontrar sua família.
 
A história
O senhor José Alexandre, vivia há meses em situação de rua em Amaraji, e se negava a receber abrigo oferecido pela Secretaria de Assistência, alegando que na rua era bem cuidado e não passava fome. Segundo levantamento do CREAS, o senhor José Alexandre tem filhos e que residem no município de Caruaru, mas que não sabiam onde e como ele vivia. Pois após um incêndio em sua casa, no município de Gravatá, e tendo perdido tudo inclusive seus documentos, ele saiu pelas cidades sem destino até ficar nas ruas de Amaraji.
 
Com dificuldade em informar o nome de sua cidade, divergia em certas horas, o que dificultava ainda mais a busca pela família. Sua identificação só foi possível após ser reconhecido por um homem de Gravatá, e fez com que a equipe direcionasse os empenhos para o município vizinho.
 
Seu retorno para casa
Seu retorno ao lar da família aconteceu na terça-feira, dia 09 de junho, quando a equipe do CREAS em Amaraji, acompanhados de uma equipe da Secretaria de Saúde, através de um ambulância e de mais um veículo, fizeram a viagem dele de volta ao lar da família, onde foi entregue no CREAS Gravatá.
 
Ainda segundo Sabrina Medeiros, um fato que chamou a atenção de toda equipe, foi na entrada dele na sede do Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Gravatá, quando reconheceu a foto do prefeito Joaquim Neto em um quandro.
 
Fizeram parte de todo trabalho, a coordenadora do CREAS Sabrina Medeiros, a psicóloga Mariene Oliveira, a assistente social Nathália de Paula, e o advogado Luebson Ferreira.
Compartilhe:

Comentários

comments