PREFEITURA DE IPOJUCA (PE) E ABRELPE INICIAM DIAGNÓSTICO PARA COMBATE AO LIXO MARINHO

A ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais e a prefeitura de Ipojuca, em Pernambuco, dão início às atividades do projeto Lixo Fora D’Água. A ação, que também conta com apoio da Agência de Proteção Ambiental da Suécia, tem como objetivo identificar as fontes geradores de poluição e vazamento de resíduos sólidos para o mar e prestar assistência à cidade de Ipojuca para o desenvolvimento de melhores práticas e prevenir que os resíduos continuem a poluir os mares da localidade.

A iniciativa internacional foi lançada no fim de 2017, a partir de constatações de que cerca de 80% do lixo marinho tem origem no ambiente terrestre. “As ações de combate ao lixo marinho devem focar na cidades, de onde parte o problema. Caso contrário, a retirada dos resíduos servirá apenas como um paliativo, já que a fonte de emissões continuará existindo”, observa Carlos Silva Filho, diretor presidente da ABRELPE e Vice Presidente da ISWA.

A fim de começar o diagnótico no município, durante os dias 5 e 6 de março, representantes da prefeitura de Ipojuca e da ABRELPE realizarão visitas técnicas ao aterro sanitário e à Central de Segregação de Recicláveis (Recicle), em Porto de Galinhas. As atividades contarão com a presença da Prefeita Célia Sales, da Secretária de Infraestrutura Giuliana Lins, do Diretor Presidente da ABRELPE, Carlos Silva Filho, entre outras autoridades locais.

Além de Ipojuca, o Projeto Lixo Fora D’Água acontece simultaneamente em outras cinco cidades da costa brasileira: Balneário Camboriú (SC), Bertioga (SP), Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ) e São Luís (MA).

Compartilhe:

Comentários

comments