CORTADOR DE CANA EM AMARAJI SONHA EM SER CANTOR E CONQUISTA REDES SOCIAIS

O cortador de cana-de-açúcar José Clécio de Melo, 33 anos, trabalha na atividade desde os 14 anos e sonha em ser cantor profissional. Aos 19 ele precisou largar os estudos para ajudar a mãe, que é separada do pai e não pode trabalhar. Todos os dias, ele sai de casa em Catende, na Zona da Mata de Pernambuco, em direção a Amaraji, a quase 100 quilômetros de distância.

A chegada ao destino é por volta das 5h30 e a jornada continua até 13h50, horário em que os trabalhadores voltam para os ônibus que os transportam do engenho para a cidade de origem. José Clécio recebe em torno de R$ 600 por
quinzena. A rotina é puxada, mas o cortador de cana não reclama. O grande sonho dele, porém, é ser cantor profissional. Nas últimas semanas, um vídeo dele cantando no canavial conquistou as redes sociais. José Clécio
chegou a receber elogios de artistas de renome nacional, como Mano Walter e Raí Saia Rodada.

“Minha família sempre foi humilde. Desde pequeno, 12, 13 anos, eu trabalhava na feira. Minha mãe não podia trabalhar, era separada do meu pai, e com 14 anos entrei no corte de cana para ajudar a minha mãe”, contou. José Clécio até tentou seguir nos estudos, mas sempre estava muito cansado nas aulas e às vezes pegava no sono durante as explicações. Sabendo da importância do ensino, ele disse que sempre estimula os filhos de quatro e 12 anos a estudar para ter uma vida melhor.

Confira a reportagem completa realizada pela TV Jornal em Amaraji.

 Do NE10

Compartilhe:

Comentários

comments