TRE CASSA DIPLOMA E MANDATO DE VEREADOR NO CABO DE SANTO AGOSTINHO

A pedido do Ministério Público Eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE/PE) cassou o diploma do vereador Labreildes dos Santos Inácio, conhecido como “Irmão Del”, do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife.

Ele foi condenado por captação ilícita de sufrágio, a chamada “compra de votos”, e por abuso de poder econômico. A decisão foi unânime e será comunicada pelo TRE/PE à Câmara Municipal do Cabo para cumprimento imediato. De acordo com o MP Eleitoral, o então candidato ofereceu consultas oftalmológicas a preço ínfimo, em uma casa repleta de material de propaganda eleitoral, e doou cerca de 2.700 pares de óculos aos eleitores, durante as eleições de 2016, em troca de votos.

A principal prova contra o político foi um vídeo gravado em via pública no qual ele conversa com um homem e informa que basta trazer o título eleitoral e o endereço para receber os óculos. O próprio “Irmão Del” afirmou já haver doado cerca de 2.700 pares de óculos.

Em um primeiro julgamento do pedido do MP Eleitoral, o TRE/PE deu provimento a recurso do vereador, por considerar que a gravação ambiental não era válida como prova.

Graças a recurso especial da Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a gravação foi considerada lícita, e o TRE/PE teve de rejulgar o processo. Além do vídeo que o TSE considerou válido como prova, depoimentos mostraram que o candidato fornecia os pares de óculos desde que os interessados fornecessem cópia do título eleitoral.

De acordo com os órgãos públicos, uma eleitora escreveu na página do candidato em uma rede social cobrando que ele lhe desse os óculos, pois segundo ela, já havia cumprido com sua parte.

Do Blog do Jamildo.

Compartilhe:

Comentários

comments