OS REFLEXOS NO TRÂNSITO DE VITÓRIA APÓS SEMANA SEM BLITZ

Bastou uma semana sem ações da Operação Lei Seca e do Batalhão de Policia Rodoviária Estadual (BPRv), além do Batalhão de Policia de Trânsito (BPTRAN) em Vitória de Santo Antão e região para acontecerem imprudências e mortes decorrentes de acidentes de trânsito.

Três mortes foram registradas. A primeira aconteceu na BR-232, um senhor foi atingido por um veículo quando atravessava a via, situado próxima a Natuba. O segundo caso ocorreu em Dois Leões, município de Pombos, um jovem de 19 anos colidiu com em um poste quando trafegava em alta velocidade, conforme populares. Com o impacto frontal, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu. O último fato foi registrado na Avenida Henrique de Holanda, área urbana de Vitória, um condutor de automóvel sob efeito de álcool acessou a via em contra mão e acertou um jovem que transitava em uma motocicleta. Ele foi socorrido para o Hospital João Murilo, mas não sobreviveu aos ferimentos.

Segundo dados estatísticos da Secretaria de Saúde, de janeiro a julho, 1.604 acidentes de carro foram registrados na Terra das Tabocas, motivo pelo qual o município estava sendo alvo de operações constantes de fiscalização de trânsito.

As blitzes foram alvos de críticas por alguns parlamentares que foram até o governador Paulo Câmara discutir as ações. Além disso, conforme informações extraoficiais, alguns parlamentares foram até o 21º Batalhão da Polícia Militar, solicitar que as operações fossem reduzidas.

Do A Nossa Vitória

Compartilhe:

Comentários

comments