MOVIMENTAÇÃO DE SEBASTIÃO OLIVEIRA ENGRANDECE O AVANTE EM PERNAMBUCO

Derrotado na disputa pelo comando do antigo Partido da República, hoje Partido Liberal, para o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, o deputado federal Sebastião Oliveira rapidamente deu a volta por cima e conseguiu o comando do AVANTE, antigo PTdoB. Antes presidido pelo ex-deputado federal e ex-candidato a senador, Silvio Costa, o partido agora deve receber um verdadeiro exército de lideranças, vereadores, prefeitos, vice-prefeitos e candidatos majoritários em diversas cidades pernambucanas, todas atraídas pela liderança de Sebá. A sigla tem tudo para se expandir dramaticamente, basta lembrar que o PR fez 17 prefeitos sob o comando de Sebastião em 2016.

Agora, o Avante já bateu o martelo por candidaturas em Triunfo, Terra Nova, Floresta, Cabrobó, Capoeiras, Iati, Calumbi, Garanhuns, Paulista e Serra Talhada, além dos rumores de que o prefeito de Amaraji, Rildo Reis, possa disputar a reeleição pelo partido rebatizado.

Sebastião Oliveira foi deputado estadual de 2003 a 2013, assumindo dois mandatos consecutivos de deputado federal em seguida. Também já assumiu o cargo de Secretário de Transportes de Pernambuco no governos de Eduardo Campos e Paulo Câmara. Sebá, como também é chamado, é sobrinho do ex-deputado Inocêncio Oliveira, que ocupou 10 mandatos consecutivos de deputado federal e chegou a presidir a Câmara Federal. Portanto, Sebastião não é somente um líder, como demonstra que a habilidade política vem de parentesco.

Alguns meses atrás, em comemoração do seu quinquagésimo primeiro aniversário, o deputado reuniu lideranças nacionais, estaduais e locais em torno de si, como o governador Paulo Câmara (PSB), o também deputado federal João Campos (PSB), o deputado Eduardo da Fonte (PP), outros parlamentares federais, estaduais, ex-parlamentares, lideranças estaduais e até militantes, todos ávidos por seguir Sebastião onde quer que ele vá.

É muito provável que o Avante obtenha um resultado extraordinário em 2020, figurando como uma das legendas com mais prefeitos eleitos, como o PR foi em 2016.

Do Política Pernambucana

Compartilhe:

Comentários

comments