SUPERINTENDENTE DO INCRA QUE TERIA PEDIDO SUSPENSÃO DE VAQUEJADA EM AMARAJI É EXONERADO

A partir da próxima quarta-feira (16), encontra-se exonerado do cargo de Superintendente Regional do Incra em Pernambuco, o coronel da reserva da Polícia Militar, Marcos Campos de Albuquerque, que já foi ligado ao ex-governador Eduardo Campos e nas eleições passadas coordenador no Agreste da campanha do PSL.

Marcos Campos que havia assumido o cargo em 23 de julho de 2019, segundo fontes ligadas ao partido, teria se envolvido em diversas polêmicas dentro do órgão contrariando decisões, dentre as mais conhecidas o caso que envolveu a suspensão da Vaquejada do Parque Bom Jesus em Amaraji, no início do mês.

A nova indicação ficará a cargo do presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, João Carlos Jesus Corrêa.

Marcos Campos tem 52 anos e é natural de Bom Conselho. Em 2014, foi candidato a deputado Federal, pelo PSL, obtendo mais de 14 mil votos, porém não sendo eleito. Já nas eleições de 2018, de acordo com informações do jornalista Mário Flávio, coordenou no Agreste a campanha do PSL.

Compartilhe:

Comentários

comments