ADAGRO FAZ ALERTA SOBRE FOCO DE PESTE SUÍNA EM ALAGOAS

A Agência de Defesa e fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco faz alerta aos produtores do estado para o novo foco de peste suína no estado de Alagoas. A fiscalização do trânsito de animais na divisa com Pernambuco será intensificada e entrada de suínos será proibida.

Ontem, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento confirmou o foco no município de Traipu-AL, numa propriedade com 32 suínos e que fica a 7km da divisa com Sergipe. O foco em Alagoas preocupa ainda mais a Adagro, visto que, já são três estados confirmados com a doença. No total são 65 focos, sendo 48 no Ceará, 16 no Piauí e um em Alagoas, totalizando 1.397 animais doentes.

Só em 2019 Pernambuco recebeu 484 suínos do estado de Alagoas, nenhum deles veio do município do foco, mas como a peste suína é viral e contagiosa o trânsito de suínos, seus produtos e subprodutos de Alagoas, Ceará e Piauí para Pernambuco estão proibidos até que os focos sejam completamente sanados.

A peste suína clássica é uma doença viral contagiosa, com mortalidade elevada, que afeta suínos domésticos e selvagens. Não oferece riscos à saúde humana e nem afeta outras espécies. Os principais sintomas da doença são: lesões hemorrágicas (manchas avermelhadas) na pele e extremidades (membros, orelhas, focinho e cauda), febre alta, constipação intestinal seguida de diarreia, vômito, sinais nervosos (tremores nas patas), conjuntivite, problemas reprodutivos (aborto, natimorto e repetição de cio), falta de apetite e fraqueza. 

A Adagro alerta que o trânsito de suídeos, independente do destino e da finalidade, depende da Guia de Trânsito Animal (GTA). O produtor pernambucano deve ficar atento e qualquer suspeita deve ser comunicada na Adagro mais próxima. Pernambuco tem mais de 730 mil suínos cadastrados.

Compartilhe:

Comentários

comments