PROJETO DE INTEGRAÇÃO TRAZ ESCRITORA E PATRIMÔNIO VIVO DE PERNAMBUCO PARA CONVERSA COM ESTUDANTES DE AMARAJI

O Outras Palavras, projeto de integração entre a cultura e a educação promovido pelo Governo do Estado, segue com sua agenda nesta terça-feira (3). Desta vez, a Secretaria Estadual de Cultura e a Fundarpe – responsáveis pela iniciativa – vão levar a escritora Rejane Paschoal e o Mestre Galo Preto (Patrimônio Vivo de Pernambuco) para conversar com os estudantes da EREM Antônio Alves de Araújo, no município de Amaraji, Zona da Mata Sul. A atividade será realizada no Clube Municipal dos Tamarindos, a partir das 14h.

Na conversa, os estudantes vão ter a oportunidade de conhecer mais sobre a relação de Rejane Paschoal com a literatura. Em 2015, por exemplo, ela foi uma das vencedoras do III Prêmio Pernambuco de Literatura. Na sequência, os jovens poderão ver de perto o Mestre Galo Preto em ação. Além de Patrimônio Vivo de Pernambuco, Galo Preto é uma das principais referências pernambucanas quando o assunto é coco de roda.

O secretário de Cultura, Gilberto Freyre Neto, avalia que este é um dos programas mais relevantes, voltado aos jovens estudantes da rede pública. “Não é segredo que arte e cultura andam lado a lado com a cidadania. Então, faz todo o sentido que elas estejam juntas nesse projeto que, até o final do ano, circulará por várias escolas e regiões do Estado”, disse.

Presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto acredita que “é muito gratificante colaborar para que os jovens estejam em contato com a cultura de uma maneira tão enriquecedora como a que o Outras Palavras proporciona. Esse contato direto com os artistas alarga as experiências escolares e expande os horizontes dos alunos”.

Tarciana Portella, gerente de Formação e Projetos Especiais da Secult-PE, explica que o Outras Palavras sempre vai além do objetivo central de divulgar a literatura. “O projeto traz para esses jovens das escolas publicas o contato com as manifestações diversas da nossa cultura, de Patrimônios Vivos a Pontos de Cultura, e de grupos que trabalham com as expressões do patrimônio cultural imaterial de Pernambuco”, detalha.

O balanço das ações, divulgado no final do ano passado, mostra que foram realizados mais de cem atividades, incluindo oficinas, espetáculos de teatro, ópera, visitas guiadas a exposições, ações em parceria com o Programa Mãe Coruja, exibição de filmes e participações em eventos, literários. 

“O Outras Palavras é um projeto já consolidado no ambiente escolar, sempre deixando estudantes e educadores felizes com a sua chegada. Os nossos artistas também se revigoram no contato com esse público. Para a edição 2019, o que queremos é honrar a continuidade de um modelo já testado e aprovado, contribuindo com sua consolidação e evolução”, afirma Andréa Mota, coordenadora do projeto.

Voltado para estudantes da rede pública estadual de ensino, em quatro anos de existência o programa já atingiu 615 escolas pernambucanas, beneficiou 18.456 estudantes e distribuiu 6.514 livros nas bibliotecas por onde passou.

A ação é realizada em parceria com a Secretaria de Educação e, durante o mês de setembro, terá outras quatro edições: no EREM Nóbrega, no Recife, na próxima quinta-feira (5); Na Escola Municipal Governador Miguel Arraes de Alencar, em João Alfredo, no dia 17; Na Festa Literária do Alto do Moura, em Caruaru, dia 20; e no EREM Central de Barreiros, no dia 25.

Serviço:
Edição do projeto Outras Palavras (com a escritora Rejane Paschoal e Mestre Galo Preto (Patrimônio Vivo de Pernambuco)

Terça-feira (3/09), às 14h
Clube Municipal dos Tamarindos (Av. Santo Amaro, 11, Centro, Amaraji-PE)
Gratuito

Compartilhe:

Comentários

comments