AMARAJI INSTITUI GABINETE DE GERENCIAMENTO DE CRISE PARA MINIMIZAR EFEITOS DA ENCHENTE

O prefeito de Amaraji, na Mata Sul do Estado, Rildo Reis (PR), instituiu nessa terça-feira (30/05), através da Portaria 221/2017, o Gabinete Gerenciamento de Crise, grupo que será em sua maioria composto por secretários municipais que auxiliarão no monitoramento e realização das ações administrativas que serão realizadas em virtude das fortes chuvas que atingiram e devastaram o Município no ultimo final de semana.

Ainda na terça ocorreu a primeira reunião do Gabinete de Gerenciamento de Crise que contou tanto do chefe do executivo, como de representantes da Secretaria Estadual de Transportes, DER, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil-PE, Casa Militar e secretários municipais.

No domingo, após o Governador do Estado decretar Estado de Calamidade Pública também em Amaraji, o prefeito acompanhado dos secretários de Assistência Social e de Administração, bem como da vice-prefeita Bernadete Brito, estiveram no Palácio do Campo das Princesas, onde participaram do encontro com o governador e o presidente da República Michel Temer.

Situação

A cidade de Amaraji com as inundações teve prédios públicos danificados, como escolas, casas, estradas rurais, além de pessoas desalojadas que deixaram suas casas às pressas. Ainda foi registrado desmoronamento de barreiras e casas, e a intervenção das rodovias PE’s 063 e 071, devido à queda de barreiras, dificultando os acessos às cidades de Primavera e Chã Grande, também na Mata Sul.

Nesta quarta-feira (31), é esperada a presença do Secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, que irá monitorar de perto as ações que serão necessários em caráter de emergencial. De acordo com o prefeito Rildo Reis, o trabalho de toda equipe para auxiliar os desalojados foi primordial para que pudesse de forma rápida evitar danos maiores. Ainda segundo o gestor, uma equipe do Corpo de Bombeiros está no município para auxiliar os munícipes em áreas de riscos.

No domingo, acessos à zona rural ficaram interditados sendo preciso a intervenção do Corpo de Bombeiros para salvamento de famílias ilhadas.

da Assessoria

Compartilhe:

Comentários

comments