PRESIDENTE DO PV EM AMARAJI BUSCA PROVIDÊNCIAS NA SDS APÓS EMBOSCADA

Mais um caso de violência motivado pela política teria acontecido no município de Amaraji, na Mata Sul de Pernambuco. O presidente do Diretório Municipal do Partido Verde em Amaraji, José Roberto Peixoto da Silva – mais conhecido como “Boi do Barro”, afirmou que sofreu um atentado, no último domingo (2). Nesta quarta (5), ele foi ao Recife solicitar providências à Secretaria de Defesa Social (SDS).

Segundo a vítima, ele trafegava na cidade, quando sua moto foi cercada por três automóveis. Como consta a informação, Boi do Barro teria “deixado a moto, saiu correndo por uma ribanceira e terminou ficando mais de 20 minutos em um rio, para se livrar dos agressores, escondendo-se depois no meio do matagal. Chegou a ser socorrido por moradores da área e julgando que os agressores tinham ido embora, resolveu voltar, quando foi cercado, mais uma vez pelos homens. Cansado, caiu quando corria. E os homens o agrediram com socos e pontapés. Ele foi socorrido no Hospital de Amaraji, medicado com soro e teve alta no final da manhã do domingo”.

A abordagem teria ocorrido, próximo ao bairro João Paulo II, onde o presidente reside. Ele está com ferimentos no rosto e três dentes a menos. José Roberto ainda disse que reconheceu os agressores, “que pertencem ao PR. O PR é adversário do PV no município”.

“Eles não esconderam o rosto e um estava armado. Quando me cercaram, corri para uma vargem e caí dentro do rio, onde tentei me esconder. Eu conheço meus agressores e, essa agressão, foi política. Eles são todos do 22. Vim ao Recife para pedir garantia de vida, para voltar à minha atividade, porque não posso nem retornar à minha terra, que não me sinto seguro. Tenho medo de retornar porque eles vão me matar”, explicou.

A denúncia sobre o caso foi encaminhada à OAB-PE, através do presidente estadual da sigla, Carlos Augusto.

Do LeiaJá.

Compartilhe:

Comentários

comments