EM GRAVATÁ, JUSTIÇA ELEITORAL ORGANIZA VEICULAÇÃO DE JINGLES E PROPAGANDAS POLÍTICAS EM RUA

Uma informação importante para quem gosta de exceder no volume de propaganda de candidatos em carros particulares. Desde terça (20), está proibido em Gravatá, no Agreste, o uso de paredões, carroças com equipamentos sonoros e veículos com mala aberta transmitindo músicas, chamadas, ou jingles de candidatos proporcionais ou majoritários.

A informação foi oficializada através da Portaria nº 004/2016 assinada pelo Juiz da 30ª Zona Eleitoral, Luís Célio de Sá Leite. Os que não obedecerem a determinação, estão passíveis de terem os equipamentos sonoros e o veículo apreendido, pagarem multa por desobediência e responderem Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) no âmbito Judiciário.

Além do Juiz e da representante do Ministério Público Eleitoral, Fernanda Henriques, outras duas pessoas estão devidamente autorizadas a fiscalizarem as infrações praticadas em carreatas, comícios, palestras, caminhadas ou qualquer ato público eleitoral, e são elas: o 3º Sargento Josenildo, e o Oficial de Justiça Eleitoral, Ricardo, respectivamente.

Do Gravatá Notícias.

Compartilhe:

Comentários

comments