CORPO DE GAROTO DESAPARECIDO É ENCONTRADO EM IPOJUCA

O corpo do garoto Carlos Fernando da Silva, de quatro anos, desaparecido na última quinta-feira (12), foi encontrado morto na manhã do sábado (14), e após encaminhando, foi liberado pelo Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. O sepultamento neste domingo (15), às 16h, no cemitério de Camela, em Ipojuca.

A mãe de Carlos Fernando, Geane Andrea de Macena, dona de casa de 23 anos de idade, compareceu ao IML para retirar o corpo do filho e disse não ter inimizades que pudessem motivar o crime. Segundo ela, o menino brincava em frente à residência quando desapareceu, na última quinta-feira (12). Geane estava dentro de casa, em companhia do avô do menino, quando percebeu a ausência do filho. Carlos não tinha irmãos.

“Quando ele foi encontrado, o rosto estava muito machucado, não era possível reconhecê-lo. Achamos que ele pode ter sido estuprado. A bermuda dele estava na altura dos joelhos”, contou a mãe. Até o momento, o IML não confirmou a informação.

Segundo funcionários do instituto, o corpo deve ser liberado após o almoço e seguir direto para o Cemitério de Camela, onde deve ser sepultado sem velório.

O caso

Carlos Fernando da Silva desapareceu na última quinta-feira (12), próximo à casa onde vivia com a família, no Engenho de Todos os Santos. O corpo foi encontrado no sábado (14) pela manhã, com torso nu, mãos e pés amarrados para trás, amordaçado com uma camiseta. Foi o avô do menino quem encontrou o cadáver em terreno próximo à residência da família, seguindo odor exalado pela decomposição.

Segundo o delegado João Gaspar, que estava de plantão no Departamento de Homicídios e de Proteção a Pessoa (DHPP) no sábado (14), o estado de deterioração do corpo levava a crer que o crime for a cometido há dias, provavelmente na mesma data em que o garoto desapareceu. O laudo do IML deve ser concluído em até 30 dias, sendo peça-chave para as investigações, segundo Gaspar. De acordo com ele, a polícia já teria nomes de suspeitos em mãos.

Do Diario de Pernambuco.

Compartilhe:

Comentários

comments