PROFESSORA CONFESSA QUE DEU TRANQUILIZANTES PARA ALUNOS

A professora suspeita de dar suco com tranquilizante aos alunos confessou – em depoimento – que cometeu o ato por “esquecimento”, conforme informou o advogado de defesa Cláudio Maia. Ela foi ouvida nesta terça-feira (13) na Delegacia de Polícia Civil de Belo Jardim, Agreste de Pernambuco. A mulher chegou ao local com o rosto coberto pelo paletó de um dos advogados. O caso ocorreu em uma escola de Sanharó, na mesma região, na terça (6), durante comemorações da semana da criança.

O advogado da professora contou que ela passou por um tratamento psiquiátrico durante dois anos, mas interrompeu por conta própria. Ele alega que a professora deu o suco às crianças por engano. “Como ela levava todos os dias um suco para a escola, para uso próprio, ela colocou comprimidos tranquilizantes na bebida. Quando ela estava tomando, os alunos começaram a pedir o suco. Ela esqueceu que tinha colocado a medicação e deu o suco às crianças”, disse.

O delegado José Rivelino, responsável pelas investigações do caso, afirma que está esperando a divulgação do laudo médico para comprovar o que a professora disse em depoimento. “O laudo é imprescindível para a investigação do caso. Se ela me disse que colocou determinada substância no suco, só o laudo vai poder confirmar. Nós agora temos 30 dias para fechar o inquérito”, disse.

Do G1.

Compartilhe:

Comentários

comments