SARGENTO DA CIOSAC QUE MATOU GAROTO EM ESCADA É INDICIADO POR HOMICÍDIO QUALIFICADO

O sargento da Polícia Militar que deu o tiro que vitimou o jovem Marcelo Laureano Gomes Filho, em Escada, foi indiciado por homicídio qualificado, quando não há chance de defesa da vítima.

O adolescente de 16 anos foi morto com um tiro de fuzil na cabeça quando tentava fugir de uma blitz policial em Escada, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, em junho passado. O resultado do inquérito foi apresentado pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (8) no Recife.

Os detalhes da investigação foram explicados pela delegada Gleide Ângelo, na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, Zona Oeste da capital.

Ela disse que o sargento foi indiciado porque tomou a decisão de atirar sozinho, enquanto os demais policiais abordavam o carro dirigido pelo amigo da vítima.

A delegada não pediu a prisão preventiva do sargento indiciado. Ela explicou que não encontrou riscos que exigissem a prisão, já que o sargento está na Polícia Militar há 29 anos e tem mais de 160 elogios dentro da corporação. No entanto, a reclusão ainda pode ser solicitada pelo juiz que receber o inquérito ou pelo Ministério Público. O sargento, que integra a Companhia Independente de Sobrevivência em Área de Caatinga (Ciosac), está afastado das patrulhas de rua desde o dia posterior à morte de Marcelo. Agora, continuará exercendo apenas atividades administrativas na Ciosac.

Do G1.

Compartilhe:

Comentários

comments