GASTOS DE PREFEITOS COM VIAGENS SERÁ INVESTIGADO PELO MPPE

Possíveis abusos no pagamento de diárias ao prefeito de Paudalho, José Pereira de Araújo (PSB), serão apurados pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Um procedimento investigatório foi instaurado esta semana pelo órgão, que também recomendou aos promotores do estado que levantem suspeitas de irregularidades semelhantes em outras cidades.

O prazo para o relatório é de 90 dias, podendo ser prorrogado. O chefe do Executivo de Paudalho foi chamado para fornecer explicações e os trabalhos serão conduzidos pelo promotor de justiça do município, Carlos Seabra.

A reportagem apurou que entre janeiro e maio deste ano, José Pereira recebeu R$ 17,4 mil para viagens.

Além de Paudalho, a matéria do Diario mostrou casos como o de Amaraji, onde o gestor, Jânio Gouveia (PR), recebeu em 2014 um montante de R$ 79,5 mil alegando ressarcimento de despesas com viagens e do prefeito de Pesqueira que também esteve na lista. Entre entre janeiro e junho deste ano o prefeito Evandro Chacon (PSB) garantiu o pagamento de R$ 21 mil para diárias de viagens a serviço.

O Tribunal  de Contas de Pernambuco (TCE-PE) anunciou que vai formalizar uma auditoria especial para verificar, entre outros pontos, a concessão de diárias no Executivo de Paudalho. O caso ficará sob a relatoria do conselheiro Marcos Loreto e a Inspetoria Metropolitana Norte do Tribunal vai responder pela apuração que pretende checar se os pagamentos em questão têm respeitado as normas vigentes.

Do Diario de Pernambuco.

Compartilhe:

Comentários

comments