ESTUDANTES DE AMARAJI ENTRAM COM REPRESENTAÇÃO NO MPF CONTRA A FAEXPE

Quatro alunos da FAEXPE do Polo Amaraji, sendo dois do curso de Pedagogia, um de Administração e um de Serviço Social, entraram com uma representação contra a entidade escolar no Ministério Público Federal no Recife, após tomarem conhecimento que a entidade não tinha autorização, mas mesmo assim aplicava cursos superiores de forma irregular na cidade de Amaraji/PE.

Desde de julho deste ano que nenhum professor ou funcionário é visto na cidade, nem tampouco dão esclarecimentos aos 160 alunos do pólo de Amaraji. A FAEXPE realizava um processo seletivo que era a porta de entrada dos cursos, ainda alegava ser autorizada pelas faculdades FUNESO, FAI, FACEOPAR e Paranapanema a proporcionar os cursos superiores. A proporção que os alunos indagavam, os responsáveis mudavam o nome das faculdades responsáveis pelo cursos.

A suspeita da fraude se tornou pública com a exibição em rede nacional da matéria da Rede Record que após denúncias e diversas comprovações de irregulares forçaram a fechar as portas e ser proibida pelo MPF de executar suas atividades, tendo sido bloqueado R$ 400 mil reais dos responsáveis pela FAEXPE.

O caso foi protocolado, e de acordo com o MPF, todas as faculdades e empresas envolvidas serão notificadas.

Compartilhe:

Comentários

comments