ASSALTO OCORRIDO HÁ QUASE 30 DIAS, MUDA ROTINA DOS MORADORES DE AMARAJI

Há um mês, a rotina mudou na cidade de Amaraji, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. Em um dia de pagamento, assaltantes explodiram uma agência do Banco do Brasil. Além do susto, ficou o prejuízo, para o banco e para os moradores, já que a agência segue fechada. A Delegacia de Roubos e Furtos está investigando o caso, mas até agora ninguém foi preso.

Servidores e aposentados precisam percorrer cerca de 20 km para conseguir receber o salário, em cidades como Chã Grande (a 20 km de distância), Escada (37 km) ou Gravatá (43). O funcionário público José Reinaldo de Lima sofreu um acidente no último sábado, quando viajava para sacar dinheiro em Chã Grande. “Se o banco estivesse funcionando, não teria perdido meu carro, porque não teria ido lá”, disse.

No comércio, o movimento já não é o mesmo. Os comerciantes também não têm como fazer a maioria dos depósitos e dos pagamentos na cidade. Algumas pessoas recorrem aos Correios, mas o limite é de mil reais pra depósito e R$ 1,5 mil para saque. Haja paciência pra enfrentar fila várias vezes.

Em nota, o Banco do Brasil informou que só pode reabrir a unidade quando a reforma terminar – e não há previsão para isso.

A cidade tem quase 22 mil moradores e as principais atividades são a agricultura e o comércio. No local do assalto, ainda há quatro caixas eletrônicos, mas a opção “saque” nem aparece na tela. Nos caixas, não há funcionários para atender e a porta está fechada. Apenas os trabalhadores da obra circulam por lá.

Do G1.

Compartilhe:

Comentários

comments