ESTALEIRO ATLÂNTICO SUL REGISTA PREJUÍZO DE R$ 329 MILHÕES

O Estaleiro Atlântico Sul (EAS) divulgou hoje seu balanço anual referente a 2014 e registrou um prejuízo de R$ 329,6 milhões, mais que o dobro  do resultado negativo registrado em 2013, quando a companhia amargou R$ 149,6 milhões de prejuízo.

O aumento da receita pela construção de navios no período não foi suficiente para reverter a trajetória negativa nos resultados da empresa. Em 2014 o EAS teve uma receita consolidada de R$ 1,90 bilhão, contra um faturamento de R$ 1,47 bilhão no ano anterior, registrando uma performance 35% superior.

Apesar disso, a companhia teve um crescimento de despesas na mesma proporçao dos ganhos. Seu custo de construção naval aumentou de R$ 1.38 bilhão para R$ 1,84 bilhão de um ano para o outro. As despesas que mais cresceram foram relativas à compra de mantéria-prima, num aumento de 50%.

No ano passado o EAS teve um custo consolidado de R$ 1,47 bilhão com esse tipo de despesas. Pagamento de salários e encargos também aumentaram. No ano passado essa despesa ficou em R$ 320 milhões.

Instalado no Complexo Industrial de Suape, o Estaleiro Atlântico Sul foi criado em 2005 como marco da revitalização da indústria naval brasileira. Entre seus sócios estão as empreiteiras Queiroz Galvão e Camargo Corrêa além da Japan EAS Investimentos.

Com informações do JC Online.

Compartilhe:

Comentários

comments