VEREADOR DO LITORAL PERNAMBUCANO É EXPULSO DE PARTIDO POR INFIDELIDADE PARTIDÁRIA

Na tarde da terça-feira (13), a direção do Partido Popular Socialista em Pernambuco (PPS-PE), enviou para os meios de comunicação a informação de que o vereador Ray Sales de São José da Coroa Grande não faz mais parte dos quadros do partido. A decisão se deu tendo em vista que o vereador não apoiou a candidatura dos deputados estaduais e federal da legenda nas eleições de 2014.
Segundo o PPS, além de Ray outros oito vereadores de outras cidades também foram expulsos. Embora notificados pela Comissão de Ética do partido a prestarem esclarecimentos e apresentarem suas defesas, eles não o fizeram até o momento, descumprindo os prazos estabelecidos pelo partido por isso receberam tal punição.
Outro vereador de São José da Coroa Grande que se encontra com o risco de ser expulso do PPS é Déo do Abreu, que embora tenha enviado sua defesa ao partido, corre sério risco de também ser expulso, pois não apoiou nenhum candidato do partido ao qual pertence.
Em casos em que o vereador é expulso do partido por infidelidade partidária ou muda de agremiação sem a devida justificativa, há o risco de perder o seu mandato para outro filiado que foi candidato pelo partido, porém em São José da Coroa Grande essa situação não se enquadra porque só os dois vereadores eleitos foram candidatos pelo PPS.
Nas eleições de 2014, Deo do Abreu apoiou para deputado estadual Simone Santana e para federal Fernando Monteiro, já o vereador Ray apoiou Pedro Serafim Neto para estadual e Fernando Monteiro para federal.

Do Blog Ponto de Vista.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.