RECIFENSE TIRA NOTA MIL NA REDAÇÃO DO ENEM

O resultado da edição 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) trouxe números preocupantes em relação à prova de redação. Dos mais de 6 milhões de candidatos, quase 530 mil zeraram a avaliação. Somente 250 alcançaram a nota 1.000, considerada a avaliação máxima. 
Porém, apesar de um desempenho tão ruim a nível nacional, o povo de Pernambuco tem algo para se orgulhar. Uma recifense de apenas 17 anos está entre os estudantes que conseguiram nota 1.000 no texto dissertativo.
De voz meiga e feliz, Marianne Rodrigues mora com a mãe no bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife. A jovem finalizou o terceiro ano do ensino médio no final de 2014 e paralelo à escola fez um cursinho focado em redação. Segundo Marianne, ela até esperava uma boa nota, mas não a máxima. “Eu sempre gostei de estudar. Fazia minhas tarefas como minha mãe me ensinou. No terceiro ano procurei me dedicar bem mais, porém, não esperava uma nota 1.000. Estou muito contente com um resultado tão bom”, contou a estudante, em entrevista na tarde desta quarta-feira (14).
Quando começou a ser divulgada a notícia de que quase 530 mil candidatos tiraram nota 0 na redação, Marianne ficou bastante nervosa. “Comecei a ver as notícias e bateu uma preocupação muito grande. Fiquei muito nervosa”, comentou. Ao saber sua nota, veio o alívio, e a certeza de que o esforço antes do Enem valeu muito a pena.
“Fiz tudo o que os professores me ensinaram durante o ano todo. Lembro que no texto eu falei sobre como as crianças ficam alienadas por causa da publicidade infantil e perdem o senso crítico”, relembra Marianne.
A jovem pensa em cursar medicina e está fazendo cálculos para saber se sua média geral é compatível com uma aprovação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Marianne, antes do Enem, foi personagem de uma reportagem do LeiaJá sobre o apoio dos pais antes da prova: Pais apoiam feras com amor, fé e confiança.

Do LeiaJá.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.