POLÍCIA CIVIL AINDA AMEAÇA PARAR DURANTE O CARNAVAL

Em reunião realizada na sexta-feira (23) com o chefe da Polícia Civil, delegado Antônio Barros, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) criticou os valores pagos pelos plantões de carnaval. Ainda na tarde da sexta-feira, as secretarias de Defesa Social (SDS) e Administração (SAD) reajustaram o valor que variava entre R$ 54 e R$ 120 com 24 horas de plantão para R$ 180 com 12 horas. Segundo o sindicato, os valores não correspondem à hora extra trabalhada do policial civil.
Após a divulgação dos valores iniciais para a hora extra, a categoria ameaçou não trabalhar durante o carnaval. Uma Assembleia Geral dos policiais civis acontecerá na próxima quarta-feira (28). De acordo com o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, a “palavra final” será dada durante esse encontro.
Ainda na reunião com a chefia de polícia, o sindicato apontou outras demandas da categoria. Segundo o Sinpol, também foi discutido a melhoria da estrutura de trabalho e das delegacias, a falta de equipamentos de proteção individual e a falta de efetivo. 

Com informações da Assessoria.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.