DECISÃO SOBRE CASSAÇÃO DO MANDATO DO PREFEITO DE GRAVATÁ ACONTECERÁ NESTA SEXTA (19)

Um grupo de pessoas é esperado esta manhã em frente ao Fórum Desembargador Ribeiro Malta em Gravatá, agreste pernambucano, para aguardar a divulgação oficial da sentença da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) ajuizada na 30ª Zona Eleitoral em agosto de 2012 pela Coligação A Esperança está de volta em desfavor do então candidato, hoje prefeito, Bruno Martiniano Lins (PTB).
O processo AIJE nº 41.675 possivelmente já teria o parecer favorável do Ministério Público de Pernambuco. Caso a Justiça Eleitoral siga a provável decisão do MPPE o processo eleitoral de 2012 poderá ser ANULADO e o prefeito afastado da prefeitura. O processo segue em segredo de justiça, mas está relacionado a abuso de poder econômico. Assim, o prefeito se tornaria inelegível por oito anos e teria o diploma cassado.
Alguns veículos de comunicação do estado foram acionados e um show pirotécnico está montado em diferentes lugares da cidade para comemorar a provável cassação. Tudo está nas mãos da juíza eleitora, Dra. Izilda Câmara.
Caso a cassação ocorra, o presidente da Câmara, Pedro Martiniano (PTB), assumiria a prefeitura, tendo em vista que o vice-prefeito Rafael Prequé (PSB) também está envolvido no procedimento de investigação eleitoral. Por já ter passado mais de dois anos da ação, está descartada a possibilidade de uma nova eleição.
Do Gravatá Notícias.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.