CUIDADO COM NOTAS FALSAS DEVE SER REDOBRADOS NESTE FINAL DE ANO

Com a chegada do Natal e Ano Novo, o comércio fica bem mais movimentado. A grande circulação de dinheiro exige que o comerciante esteja atento para evitar o recebimento de notas falsas. Se uma pessoa recebe nota falsa, quase sempre arcará com o prejuízo, pois não há legislação que garanta a troca por dinheiro verdadeiro.
Segundo a Polícia Federal, uma das principais táticas dos fraudadores é usar notas de valores altos para comprar produtos baratos, em busca de troco. Este ano, no Brasil, a nota com maior incidência de falsificação foi a de R$ 100, com 138.860 registros, seguida da cédula de R$ 50. Pernambuco é o oitavo estado com maior número de casos, sendo o primeiro colocado no Nordeste.
Entre as recomendações da Polícia Federal para evitar o recebimento de notas falsas estão: análise da textura da nota e dos elementos de segurança através de contraluz ou de inclinação e comparação com uma nota verdadeira. O aplicativo para smartphone “Dinheiro Brasileiro”, desenvolvido pelo Banco Central, também ajuda na análise da autenticidade da cédula, ensinando os itens de segurança.
Quem falsifica, fabrica, adquire, vende, troca, guarda ou tenta colocar uma cédula falsa em circulação está passivo de prisão com penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão. A nota falsa deve ser entregue a um banco, que encaminha ao Banco Central ou à Polícia Federal.
Balanço – Em 2014, houve seis apreensões significativas em Pernambuco, totalizando um valor de R$ 9.850. Também fora registradas as prisões de sete pessoas. 
Com informações do LeiaJá.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.