VEREADOR LUIZ PREQUÉ DENUNCIA FORMAÇÃO DE QUADRILHA NA PREFEITURA DE GRAVATÁ E PEDE CPI PARA INVESTIGAR AS DENÚNCIAS

O vereador de oposição em Gravatá, no agreste do estado, Luiz Prequé faz graves denúncias contra fatos criminosos, que segundo o vereador, ocorreu na prefeitura de Gravatá, executados pelo prefeito Bruno Martiniano. Lendo uma denúncia encaminhada ao procurador de justiça de Pernambuco pela bancada oposicionista ele afirma:

Diz o vereador: O TCE determinou a exoneração do então secretário de finanças senhor Marcelo Gaston, acusando-o de ser pessoa inidônea, entretanto, mesmo exonerado continua dando expediente e tem como laranja o senhor Gabriel Tenório, que faz tudo que o Gaston manda.
Continuando, denuncia que o secretário de obras senhor Marcos Túlio comprou um veículo mercedes benz, modelo 680, ano 2013, PGM 1005, encontra-se no garagem no edifício Vila de Almeida em Recife. Ainda existe no nome de Marcos Túlio um apartamento na avenida Boa Viagem, no edifício João Heráclito, que depois foi feita uma procuração do secretário para a esposa do prefeito a senhora Paula Martiniano Lins, caracterizando crime de formação de quadrilha e fraude fiscal.
Ainda falando sobre as irregularidades denunciou como sendo outro laranja do prefeito Bruno Martiniano o seu sogro, pai de sua esposa, Paulo Roberto Carvalho, pessoa simples e modesta que repentinamente comprou pelo valor de R$ 660.000 reais, pago em espécie, 44 lotes no loteamento Fazenda Baraúna em Gravatá, sendo 22 lote na quadra X e 22 lotes na quadra W, em seguida fez uma procuração para o prefeito Bruno Martiniano dando-lhe plenos poderes sobre os bens adquiridos.
Denunciou que o prefeito após ingresso na prefeitura de Gravatá, adquiriu nos anos de 2013 e 2014 vários imóveis: Apartamento no 5º andar no edifício Ville D´Almeida, uma casa no condomínio Raiz da Serra, está morando lá, por R$ 1.200.000 (Hum milhão e duzentos mil reais), dois flats no conjunto residencial Villa Hípica, um flat no conjunto residencial Winterville.
Por fim, existe uma conta bancária no Banco Itaú agência 3648 – 017346 no nome de uma empresa Ver O Mundo Cavalcanti Tenório. Dessa forma o prefeito cometeu crimes de falsidade ideológica, sonegação fiscal e formação de quadrilha.
Para concluir, o vereador apresentou a declaração do Imposto de Renda do prefeito onde ele declara possuir apenas um GOL 1.0 – no valor de R$ 28.099,00 e R$ 10.000 mil reais em espécie, destacando que o ganho do prefeito nesse período foi de R$ 192 mil reais e ele comprou patrimônio no valor de mais de R$ 6 milhões de reais.
Complementando informou existir uma empresa com o seguinte nome: BM Empreendimentos e Participações Ltda com capital de R$ 6.000, 00 (seis mil reais) e chama a atenção para a coincidência “B” de Bruno e “M” de Martiniano.
Assinam a denúncia os vereadores Sonia Souza, Leonardo José da Silva (Léo do Ar) Nicomedes Júnior (Júnior de Obras), Paulo Apolinário (Júnior de Paulo) e Luiz Prequé.
Escute o aúdio das denúncias:


Com informaçãoes do Blog do Tomaz.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.