PROFISSIONAIS DO HOSPITAL GETÚLIO VARGAS PODEM DECRETAR GREVE NESTA SEGUNDA

Aproximadamente 75 profissionais do Hospital Getúlio Vargas (HGV), centro hospitalar integrante da rede de saúde pública do Estado, realizaram um encontro na manhã desta quarta-feira (3) para debater as condições de infraestrutura da unidade e sinalizaram que uma possível greve dos trabalhadores pode ter início na próxima segunda-feira (8). Na reunião, que aconteceu na área interna do HGV e foi motivada pela queda de parte do reboco do teto da sala cirúrgica do hospital na última terça-feira (2), os profissionais agendaram outros dois encontros, às 9h desta quinta-feira (4) e da sexta-feira (5), onde decidirão se irão, de fato, interromper suas atividades na próxima segunda.
“Os corredores do hospital estão sempre lotados, muitos idosos dormem pelas próprias cadeiras. Até nas portas dos banheiros há macas. A realidade só é sentida quando vivida por quem precisa”, disse a paciente Maria da Silva, de 44 anos.
Resposta
Em nota, a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde do Estado informou que o Hospital Getúlio Vargas está passando, desde 2013, por um processo de requalificação do setor de emergência, que possui orçamento estimado em cerca de R$ 5 milhões.
Segundo o setor de comunicação, a reforma irá dobrar a capacidade de leitos da unidade, que atualmente é de 50 alojamentos. Ainda de acordo com a pasta de Saúde, serviços de reforço estrutural do bloco A, área onde a sala cirúrgica do HGV fica situada, e separação de passarelas que interligam blocos do hospital estão sendo feitos.
O Hospital Getúlio Vargas fica situado na Avenida General San Matin, bairro do Cordeiro, e atende cerca de duas mil pessoas em sua emergência e outras 12 mil no setor ambulatorial.
Com informações da FolhaPE.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.