SEAF E PRORURAL APOIAM AGRICULTORES DA MATA SUL

Agricultores familiares da Zona da Mata Sul serão beneficiados com investimentos da ordem de R$ 12 milhões. Com a iniciativa, a Secretaria Executiva da Agricultura Familiar – SEAF e o ProRural apoiarão as atividades da fruticultura, horticultura orgânica, apicultura e meliponicultura, pesca artesanal, piscicultura, raízes e tubérculos e também do artesanato, numa ação envolvendo 153 organizações de produtores familiares de 22 municípios daquela região, além das cidades do Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes e Ipojuca, na Região Metropolitana.
Os investimentos foram anunciados em encontro ocorrido nesta quarta-feira (27) no município de Palmares, com a participação de cerca de 200 representantes de organizações de produtores familiares, instituições públicas e privadas e sociedade civil. De acordo com a superintendente do ProRural, Rita Guilherme, os recursos serão empregados em melhorias nas atividades de produção, beneficiamento e comercialização, entre estes, a aquisição de máquinas e equipamentos, assessoria técnica, capacitações e na infraestrutura de empreendimentos associativos.
“Estes recursos são resultados dos Planos Territoriais de Redes Produtivos, e atendem as necessidades indicadas pelos agricultores familiares. Eles definem quais são os investimentos necessários para o crescimento das atividades de produção. O principal objetivo desta ação é articular políticas públicas e contribuir para a elevação do nível de renda destes trabalhadores”, explicou Rita.
Para a representante da rede da pesca artesanal, Enilde Lima, moradora de São José da Coroa Grande, a participação na elaboração do Plano Territorial, traz uma grande oportunidade aos pescadores. “Graças a Deus, estamos sendo ouvidos”, destaca. “Expor as nossas necessidades é muito importante”, acrescenta o agricultor Antônio Leonildes. Com o mesmo otimismo, o representante do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural da cidade de Joaquim Nabuco, Marcos Ferreira, salientou a importância do trabalho articulado. “Estar aqui é acreditar que juntos podemos superar os entraves e conseguir melhorias para agricultura familiar na nossa região”.
Com informações da Assessoria.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.