PRESO PAI SUSPEITO DE MATAR FILHO RECÉM-NASCIDO EM PANELAS, PE

Foi preso nesta segunda-feira (28), um homem de 49 anos suspeito de ter matado com um soco o próprio filho, um bebê de um mês e 24 dias de vida. A agressão teria ocorrido no Distrito de Cruzes, zona rural de Panelas, no Agreste de Pernambuco, na noite de sexta-feira (25). De acordo com a Polícia Civil, o agressor foi encaminhado ao Presídio Dr. Rorenildo da Rocha Leão (PRRL), em Palmares, na Mata Sul.
Também segundo a polícia, o pai do recém-nascido teria entrado em casa alcoolizado. Por causa disso, a esposa o insultou e pediu para que ele saísse do imóvel. O homem teria começado uma discussão com a mulher e, no momento que foi agredi-la, acabou acertando o rosto do bebê com um soco. O menino estava no colo da mãe. Além da vítima, o casal têm uma menina de 11 anos e dois meninos, sendo um de 5 anos e outro de um ano.
A polícia informou ainda que somente na manhã de sábado (26) os pais deram conta que o filho não havia acordado e estava morto. O pai comprou um caixão e tentou enterrar a criança no cemitério do município, como não existia certidão de óbito o corpo não foi aceito. Ao levar a criança ao hospital local, o casal contou que o menino teria morrido após uma queda.
Ainda de acordo com a polícia, a unidade de saúde encaminhou o corpo para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Caruaru, também no Agreste. No Instituto, um policial desconfiou da versão contada pela mãe e acionou a Polícia Civil. Ao chegar ao local, a equipe da Força Tarefa da Divisão de Homicídios de Caruaru percebeu que o hematoma no rosto do menor teria aparência de agressão.
Depois da constatação preliminar, os policiais foram até a casa da madrinha de um dos filhos do casal e encontrou a menina de 11 anos que havia presenciado a discussão. A garota contou à polícia como ocorreu a briga entre os pais e relatou que em meio ao conflito o pai tinha acertado o rosto do filho.
A equipe da Polícia Civil localizou o suspeito na madrugada desta segunda-feira. Ele foi encaminhado à Delegacia de Homicídios, em Caruaru, onde confessou o crime, recebeu voz de prisão e em seguida foi levado para a unidade prisional, em Palmares. O corpo do bebê permanecia no IML, nesta segunda, para que fosse necropsiado e posteriormente entregue aos familiares.
Com informações do G1.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.