POLÍCIA CIVIL INVESTIGA EM PERNAMBUCO GOLPE DE ALVARÁ DE SOLTURA FALSO PARA DETENTOS

Um golpe que vem sendo praticado pelo menos desde o ano passado está sendo investigado pela Polícia Civil de Pernambuco. Trata-se da utilização de alvará de soltura, supostamente falsificado, para liberar detentos do sistema prisional em Recife. Já foram identificados três casos, sendo dois no Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, Grande Recife, e no Aníbal Bruno, no bairro do Curado.
O caso foi divulgado nesta terça (29), pelo delegado Fernando Souza Filho, da Delegacia de Polícia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp). Dentre os beneficiados com o documento está Diego Rafael Santos da Silva, 25 anos, conhecido com El Louco, foi preso ontem na casa da mãe no bairro dos Coelhos. Segundo a polícia o acusado havia sido liberado do presídio mediante o uso de alvará supostamente falsificado. Ele estava preso pelos crimes de tráfico de drogas, roubo, porte de arma e violação da lei Maria da Penha.
Segundo o Diretor de Polícia Especializada da Polícia Civil, Joselito Kehrle, o crime foi descoberto depois que “El Louco” foi chamado para participar de uma audiência e, então, foi verificado que ele não estava preso. “As investigações foram solicitadas pelo Poder Judiciário”. De acordo com o delegado responsável pelo caso, estão sendo investigadas pessoas do Tribunal de Justiça de Pernambuco, do Cotel e do Presídio Aníbal Bruno além de advogados. O delegado Fernando não descartada a possibilidade de mais pessoas terem conseguido fugir de presídios usando o mesmo esquema.
As investigações, consideradas complexas pela polícia, ainda estão em curso. Advogados e servidores já foram identificados. Os acusados devem ser autuados por uso de documento falso, inserção de dados falsos e associação criminosa.

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.