PÉSSIMO FUTEBOL, SUFOCO, ANGÚSTIA, DRAMA E MUITO SOFRIMENTO NA VITÓRIA DO BRASIL, NA VISÃO DE ÉLCIO OLIVEIRA

Élcio Oliveira, radialista, comentarista, cronista, árbitro, professor de Educação Física e colunista esportivo do site Amaraji Notícia.

O quadro “Opinião do Terceiro Milênio foi um sucesso no rádio por anos, quando sempre colocava sua opinião diante dos fatos e acontecimentos do cotidiano. Nesta edição confira o ponto de vista sobre a Copa do Mundo no Brasil.


A Opinião do Terceiro Milênio 
O Ponto de Vista de Élcio Oliveira

Meus amigos do Amaraji Noticia cheguei à conclusão que as minhas criticas a alguns jogadores é chover no molhado, é o mesmo que discutir o “sexo dos anjos”, acho que vamos ser campeões desse jeito que ai está! Com muita gente enfartando, sofrendo, muito sufoco e angústia e o único culpado é o Felipão, jogar a maneira Felipão é constrangedor, é quase deprimente.
O time não tem tática, técnica e padrão de jogo, é um amontoado de jogadores sem saber o que fazer em campo. A saída de Paulinho não resolveu, porque o Brasil está “sem coração” e o coração de qualquer time ou seleção; é o meio campo, é ridículo ver o Oscar que tem qualidade técnica é habilidoso e talento indiscutível, marcando e correndo atrás dos laterais do Chile, e o Fernandinho feito “barata tonta” e sem função alguma. O Huck não faz gol e quando faz o juiz não da, mas ele conseguiu entregar um gol para o Chile de presente, os laterais estão covardes e com medo de atacar, O Marcelo está sem alegria de atacar e o Daniel Alves pratica o futebol mais decadente e caminha para o final de carreira; um futebol sofrível. No jogo contra o Chile pela primeira vez eu senti falta do Fred e foi justamente depois do “Jô ter entrado”.
Eu desconfio que essa é a seleção do “chororô”, pois eu nunca vi uma seleção abalada, ferida e emocionalmente traumatizada pelo fantasma de 1950, desgovernada, perturbada espiritualmente por um comandante obsoleto e ultrapassado, qualquer motivo eles choram, com o hino nacional, quando recebem cartas de familiares, eles não conseguem manter o equilíbrio, a serenidade e a alegria e descontração em jogar futebol. O futebol que a seleção brasileira está praticando é de “CHORAR”.
E se o técnico não mudar a forma de jogar, não conseguir trocar passes e se não conseguir criar absolutamente nada, está provado, o comandante da seleção é pragmático, extremamente conservador e fiel ao jeito “Felipão de jogar”.
Se eu for julgar pela tradição, camisa, tabus, história e fator casa contra a Colômbia, o Brasil é favorito, se julgar pelo futebol, a Colômbia é a grande favorita, até porque a seleção brasileira viajou para Belo Horizonte e esqueceu o futebol na Granja Comary e que aquele futebol apenas razoável volte para o jogo de Fortaleza.
Para se ganhar uma copa do mundo, não se ganha somente com o apoio popular e construindo novos estádios, é preciso agora mostrar essa cortina de fumaça, onde se esconde o péssimo trabalho do técnico “coronel” Luiz Felipe Scolari.
Agora um detalhe; se o Brasil depender da arbitragem como os outros dizem, O BRASIL ESTÁ FERRADO.
Tomara que aos trancos e barrancos e um futebol que beirou a mediocridade, ainda sim, acredito que vamos ser campeões, afinal agora somos todos um só.
Cuidado seleção não é todos os dias que os santos e os anjos estão de plantão, senão tiver atitude a casa cai.

Com certeza e sem dúvida este é meu ponto de vista.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.