JUSTIÇA INICIA MUTIRÃO PARA RETIRADA DE DOCUMENTOS NO INTERIOR DE PE

A partir desta quarta-feira (28), a Corregedoria-geral da Justiça de Pernambuco dá início a um mutirão para a retirada da segunda via de alguns documentos e formalização de decisões como o divórcio e união estável. As atividades começam em Macaparana, na Mata Norte do estado, e fazem parte do projeto “Um passo a mais para a cidadania”. A intenção é oferecer a oportunidade para as pessoas regularizarem a documentação, em situações em que certidões, por exemplo, estão rasgadas ou perdidas, como mostra reportagem do Bom Dia Pernambuco.
Após o atendimento em Macaparana, o projeto segue para as cidades de Gravatá (4/06), São Bento do Una (15/07), Bonito (24/07), Goiana (20/08) e São Caetano (03/09). De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), para o mutirão, foram identificados os locais onde o índice de falta de registro das pessoas é bastante alto.
A decisão pela campanha ocorre porque, sem a documentação, fica difícil exercer a cidadania. “O registro faz com que as políticas públicas tenham a real dimensão de pessoas, de quanto estão registrados. Sem uma certidão, por exemplo, a pessoa não se vacina, não frequenta escola e, quando adulto, não pode tirar qualquer outro documento”, destacou Henrique Dias, juiz corregedor-auxiliar do Estado.
Os interessados em emitir algum registro e que queiram receber o documento no dia do evento devem fazer a solicitação com pelo menos 15 dias de antecedência, na comarca da cidade. O serviço é gratuito. O horário de atendimento é das 9h às 14h.
Com informações do G1.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.