GREVE DA PM CONTINUA E SEGURANÇA DA CAPITAL SERÁ FEITA PELO EXÉRCITO E FORÇA NACIONAL

O governador do Estado, João Lyra, anunciou, em coletiva de imprensa realizada na noite desta quarta-feira (14), que convocou o apoio das tropas da Força Nacional de Segurança, que devem chegar ao Estado durante a madrugada. Já o Exército deve enviar reforço a partir desta quinta-feira (15).
Após dez horas de negociação, líderes do movimento grevista da categoria dos policiais e bombeiros militares e representantes do Governo de Pernambuco não conseguiram chegar a um acordo e a mobilização continua. A proposta apresentada pelo governo não contemplaria o reajuste salarial de 50% para cabos, tenentes e soldados e 30% para oficiais, um dos principais pontos de reivindicação do movimento.
Ao levar os termos aos membros da categoria acampados em frente ao Palácio do Campo das Princesas, os policiais e bombeiros recusaram o acertado, preferindo continuar a greve. Luciano Vasquez, secretário-chefe da Casa Civil de Pernambuco, afirmou que iria entrar, ainda nesta quarta-feira, com um pedido junto ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) pela ilegalidade da greve.
Os grevistas prometem recomeçar a mobilização na praça do Derby a partir das 10h desta quinta-feira e, de lá, seguir em passeata até o Palácio do Campo das Princesas. Joel da Harpa, líder do movimento, afirmou que, por mais que o Governo diga que a greve é ilegal tendo como base a lei eleitoral, eles irão manter o movimento, assim como ocorreu em outros estados. Ele ainda afirmou que vai montar uma equipe técnica de advogados para negociar com o Governo e com os membros da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) as reivindicações.
Com informações da FolhaPE.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.