PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL EM JABOATÃO DECRETAM GREVE

Os trabalhadores em educação do município de Jaboatão dos Guararapes decretaram estado de greve, nesta quinta-feira (24). Os profissionais rejeitaram uma proposta de reajuste salarial de 5,9% apresentada pela Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes. O valor é referente à reposição da inflação de 2013, considerado insatisfatório pela categoria, que pede aumento de 8,32%. O reajuste solicitado é baseado na proposta do Ministério da Educação (MEC).
Para pressionar o governo municipal, uma paralisação geral em todas as escolas de Jaboatão está programada para o dia 30 de abril. Dias antes, carros de som circularão pelas unidades de ensino para convocar os professores a participarem do ato. Uma nova assembleia deve ser realizada em 07 de maio, às 14h, na Escola Municipal Antônio Januário, no bairro de Prazeres, onde será deflagrada uma possível greve da categoria.
Além dos professores, profissionais de outras áreas devem participar do ato. “Funcionários das secretarias e do setor de limpeza também devem aderir à mobilização”, informou Wilson Macedo, um dos diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município do Jaboatão dos Guararapes. Paralelo ao reajuste salarial, a categoria reivindica segurança nas escolas e melhores condições de trabalho em geral.
Nesta quinta-feira, os trabalhadores participaram de um ato intitulado de Semana em Defesa e Promoção da Educação Pública. Na mobilização, os profissionais saíram em passeata pelas ruas do bairro de Prazeres até a Prefeitura de Jaboatão, onde entregaram uma Carta Aberta à população informando sobre a insatisfação com valor do reajuste oferecido pelo governo municipal.
Com informações da FolhaPE.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.