HOSPITAL TRANSFERE PACIENTES APÓS INCÊNDIO NO RECIFE

Um princípio de incêndio foi registrado no fim da tarde deste domingo (06/04), por volta das 17h, no primeiro andar do Hospital Albert Sabin, na Ilha do Leite (área central do Recife). A causa provável é um curto circuito na instalação elétrica de um dos equipamentos de uma das salas de cirurgia. O fogo foi controlado rapidamente, mas a fumaça intensa forçou a evacuação do andar. Ninguém precisou de atendimento médico devido ao incidente. 
A brigada de incêndio do próprio hospital controlou o perigo, antes da chegada do Corpo de Bombeiros, que atuou na dispersão da fumaça. O diretor médio-operacional do hospital, George Trigueiro, explicou que os detalhes da causa do fogo serão averiguadas, porém a suspeita mais forte é sobre o intensificador de imagens – cujo funcionamento é semelhante ao da ressonância magnética. O aparelho tem que ficar ligado initerruptamente e pode ter havido curto nos fios.
“Tanto a instalação da sala quanto do equipamento é nova. Não sabemos como isso ocorreu”, disse George. A máquina estava na sala de cirurgia vascular, uma das cinco salas cirúrgicas do primeiro andar do Albert Sabin, que conta ainda com outras três em sua estrutura. 
EFEITOS – Cinco pacientes da UTI, que fica no mesmo andar e tinha 16 leitos ocupados, estavam sendo transferidos no início da noite. Os demais, assim como os que estavam internados nos apartamentos, foram movidos para outra ala do hospital. As transferências foram realizadas com auxílio do Corpo dos Bombeiros e do Samu. Parte das cirurgias agendadas para esta segunda-feira (07/04) será remarcada. Segundo a direção do hospital, as atividades do andar interditado devem ser retomadas na terça-feira (08/04). 
Com informações do NE10.
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.