SPORT PERDE PARA O SALGUEIRO E CAI DA LIDERANÇA

A equipe quase cem por cento suplente do Sport não manteve o estilo de jogo agressivo – defensiva e ofensivamente – da titular e o time rubro-negro perdeu o jogo para o Salgueiro, por 2×1 e a liderança para o Náutico, que derrotou o Central na Arena Pernambuco. Já o Carcará recuperou-se da goleada sofrida para o Santa Cruz e manteve o quarto lugar, com os mesmos 11 pontos dos corais – leva desvantagem nos critérios de desempate. A partida foi truncada em sua maior parte e com muitos erros, principalmente do time visitante. Os donos da casa mostraram mais qualidade na hora de finalizar e conquistaram a vitória com justiça.
A mudança radical no time – apenas dois titulares – mudou um pouco o sistema de marcação do Sport. A pressão na saída de bola, característica sob o comando de Eduardo Baptista, deu lugar a um bloqueio mais no meio do campo, aumentando um pouco a distância entre Neto Baiano e o trio que dava o suporte ofensivo: Bruninho, Renan Oliveira e Danilo.
Esse posicionamento deixou as roubadas de bola um pouco mais distantes da área, mas, mesmo assim, o time da Capital criou a primeira grande oportunidade já no primeiro minuto. Neto Baiano dominou na meia-lua e chutou forte. Luciano deu rebote e Danilo, posicionado como um atacante pelo lado esquerdo, apareceu para finalizar para o gol. Porém, estava impedido e a jogada foi anulada.
A partida ficou truncada e com pouca criatividade. Se evitava uma pressão do Salgueiro, que precisava reabilitar-se depois dos 7×0 tomados pelo Santa, o Sport tinha dificuldade em chegar à frente. Normalmente, o time titular o faz com um jogo mais vertical de poucos passes. A equipe que entrou em campo neste domingo optou por muitas bolas longas, a famosa ligação direta.
Na bola parada e contando com a colaboração do goleiro Saulo, o jogo movimentou aos 28. Após cruzamento da direita, Pio cabeceou alto para o gol. O goleiro Saulo estava um pouco mais adiantado do que deveria e ainda chegou a tocar na bola, mas sem a força suficiente para evitar que ela entrasse em seu gol. A desvantagem não mudou a situação do Sport. Os rubro-negros só criaram uma boa oportunidade aos 40 minutos, Renan Oliveira encontrou Bruninho na marca do pênalti, mas Luciano saiu bem e fez a defesa.
Com informações do Blog do Torcedor
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.