POLÍCIA FEDERAL APREENDE TRÊS QUILOS DE COCAÍNA NO AEROPORTO E PRENDE EX-MILITAR

A Polícia Federal prendeu no dia 06/02/2014, um ex-militar, de 20 anos, durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os agentes desconfiaram do suspeito em razão de ao ser submetido a uma entrevista prévia demonstrou bastante nervosismo, impaciência, inquietação se contradizendo em algumas das suas respostas dadas aos federais.
O suspeito não soube informar detalhes simples de quanto havia pago pela sua passagem, apresentou a reserva nem sabia o nome de hotel onde ficaria hospedado em Portugal/Lisboa. Diante dos fatos e dos fortes indícios de suspeita de tráfico internacional, a sua bagagem foi localizada e trazida para averiguação sendo solicitado que o conduzido a abrisse e ao ser esvaziada ainda continuava pesada e, após ter sido averiguado a parte interna das suas laterais foi encontrado quatro compartimentos falsos escondendo um pó branco que ao ser submetido ao exame narcoteste resultou positivo para cocaína, totalizando um peso bruto de aproximadamente 3Kg (três quilos).
Descoberta a droga o ex-militar recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida levado para a Sede da Polícia Federal onde foi autuado em flagrante por tráfico internacional de entorpecentes (artigos 33 e 40 da Lei 11.343/06) e caso seja condenado poderá pegar penas que somadas ultrapassam os 20 (vinte anos) de reclusão, além da droga também foram apreendidos, passagens aéreas, cartões de embarque, 01 aparelho celular e sua mala onde estava escondida a droga. 
Após as praxes processuais o conduzido foi submetido a exame de corpo de delito e em seguida recambiado para o COTEL-Centro de Triagem e Observação Professor Everardo Luna, onde ficará à disposição da Justiça Federal.
Com informações da Assessoria.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.