SUSPEITOS DE ASSASSINAR PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA SÃO PRESOS

Dois jovens suspeitos de envolvimento no assassinato do professor de educação física do Sesc/Garanhuns, Edelson Lima, de 54 anos, foram capturados na noite desta quinta-feira (07), em municípios do Agreste de Pernambuco, onde residiam. Segundo a polícia, o marcineiro Rafael Bruno da Silva, de 21 anos, e o amigo Ariston Carlos Andrade Silva, 23, são apontados como os executores do educador, que havia desaparecido de casa no dia 26 de dezembro do ano passado, data em que foi morto.
Conforme os agentes, a dupla cometeu o crime para poder roubar os pertences da vítima, já que Rafael Bruno fazia um serviço de restauração de móveis na casa do professor e lá encontrou uma caixa com dinheiro. Primeiro, o marcineiro tentou levar a quantia, mas foi surpreendido com a presença do companheiro de Edson e decidiu desistir.
No outro dia, Rafael resolveu chamar Ariston e, juntos, realizaram o sequestro. Na sequência, os bandidos levaram a vítima para um matagal, no Sítio Aguazinha, na zona rural de Garanhuns, onde roubaram o celular, a carteira e o automóvel – veículo esse que foi encontrado dias depois carbonizado, na cidade de Angelim – e em seguida desferiram vários golpes de faca no homem.
Outras duas pessoas suspeitas de terem receptado os pertences do professor também foram detidas. São elas: José Edson das Neves, 32, e Fernando de Oliveira Marques, 32. De acordo com as investigações, José Edson retirou os pneus do veículo do professor e depois vendeu para Fernando que por sua vez colocou os pneus em seu carro, um Fox, de placa KHQ 6585.
Todos foram encaminhados à Delegacia de Garanhuns, onde prestaram depoimento. Rafael e Ariston foram autuados por latrocínio (roubo seguido de morte), além de ocultação de cadáver e dano qualificado. Eles ficarão presos na Cadeia Pública do município. Já Fernando e José Edson foram autuados por receptação. O destino deles não foi informado.
Com informações da FolhaPE
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.