GRÁVIDA EM TRABALHO DE PARTO MORRE DEPOIS DE AMBULÂNCIA CAIR DE VIADUTO, EM PAUDALHO

Uma grávida de 27 anos, o bebê dela, e a mulher que a acompanhava, de 34, morreram depois que a ambulância em que viajavam capotou e caiu de um viaduto na BR-408, em Paudalho, Zona da Mata Norte de Pernambuco, na manhã desta segunda-feira (27). O motorista e a técnica de enfermagem que estavam no veículo também ficaram feridos, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O acidente aconteceu no quilômetro 72, em um trecho em obras na rodovia, no sentido Recife.
O motorista, de 51 anos, foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Lourenço da Mata, enquanto a mulher foi levada ao Hospital da Restauração, na área central da capital. A gestante ainda chegou a ser encaminhada para o Hospital Geral de Paudalho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho da unidade.
Ainda segundo a PRF, a ambulância era do município de Machados, no Agreste, e levava a gestante, em trabalho de parto, para a maternidade de Camaragibe, na Região Metropolitana.
O secretário de Transportes de Machados, Manoel Fonseca, falou por telefone com o motorista da ambulância. “Ele disse que estava em velocidade considerável, devido ao trabalho de parto, vinha a menos de 80 por hora. A Prefeitura de Machados disponibilizou toda a assistência às famílias das vítimas junto com a funerária”, afirmou.
O marido da gestante, um policial, seguia em um carro atrás da ambulância no momento do acidente. Ele não quis gravar entrevista, mas disse que a mulher estava feliz com o nascimento da filha, que ia se chamar Alice.
De acordo com uma funcionária da UPA de São Lourenço da Mata, o motorista da ambulância passou por uma avaliação clínica e apresenta estado de saúde estável, de acordo com o relatório médico. A funcionária ainda informou que ele recebeu uma sutura simples no joelho e deve ser liberado em seguida.
A técnica de enfermagem teve fraturas nos braços e na coluna e o estado de saúde dela é considerado grave, segundo a assessoria de comunicação do HR. A mulher deu entrada consciente na unidade e foi submetida a exames.
Com informações do G1/PE

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.