ESCADA RECEBE PRIMEIRO ECOPOLO INDUSTRIAL DE PERNAMBUCO

O município de Escada vai receber o primeiro Ecopolo Industrial de Pernambuco. O novo condomínio de empresas, com foco na reciclagem e recuperação energética de resíduos sólidos, ficará localizado em uma área de 15 hectares disponibilizada pela prefeitura de Escada. A primeira empresa interessada a se instalar no local, a gaúcha Ecotires, assinou nesta quarta-feira (15/01), com o Prefeito Lucrécio Gomes, um termo de cessão de uso do terreno.
Para viabilizar a implantação do Ecopolo Industrial, também foi assinado um termo de cooperação técnica entre a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (SDEC), a Agência de Desenvolvimento Econômico (AD Diper) e o município de Escada com o objetivo de partilhar as responsabilidades. A SDEC fará a articulação entre a prefeitura e os investidores e a AD Diper elaborará o projeto do loteamento industrial, enquanto que a prefeitura doará o terreno. Já as empresas interessadas em se instalar no local deverão arcar com os investimentos de implantação, inclusive terraplenagem e infraestrutura.
Com a iniciativa, Escada, e consequentemente Pernambuco, avançam no sentido de reduzir os impactos do desenvolvimento com sustentabilidade. O município de Escada faz parte do Território Estratégico de Suape, onde estão instaladas 105 empresas e outras 45 estão em fase de implantação, o que acaba gerando um grande volume de resíduos industriais e da construção civil. Com o Ecolopolo Industrial, cria-se uma solução integrada para destinação e tratamento desses resíduos. Somente Escada e os municípios do seu entorno produzem 173 toneladas de resíduos sólidos urbanos por dia.
O prefeito Lucrécio Gomes participou da solenidade acompanhado de vários secretários. “Demos hoje mais um grande passo para a construção de um novo tempo para nossa cidade”, disparou ladeado por jornalistas que fizeram a cobertura do evento.
A Ecotires Soluções Ambientais tem como especialidade o tratamento de pneus inservíveis para a produção de biocombustíveis e pó de borracha para exportação. Em Escada, ela pretende investir cerca de R$ 3 milhões, podendo chegar a R$ 5 milhões, com capacidade para processar 2 milhões de pneus/ano. A expectativa é a de que a empresa comece a funcionar em dezembro de 2014. Além de plantas de reciclagem de pneus, o Ecopolo Industrial também poderá abrigar empresas especializadas em geração de energia a partir de resíduos orgânicos, resíduos industriais e de construção civil, eletroeletrônicos, entre outras.
Com informações da ASCOM PME
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.