CORPO DE ADVOGADA DESAPARECIDA É ENCONTRADO EM ÁGUA PRETA

A advogada Maria Helena dos Santos, diretora da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, informou neste domingo (5), que o corpo encontrado carbonizado dentro de um veículo em um canavial no município de Água Preta, na Mata Sul de Pernambuco, é o da advogada Severina Natalícia da Silva, de 45 anos, que estava desaparecida desde o dia 5 de dezembro de 2013.
Segundo a advogada, a confirmação se deu por meio de um exame da arcada dentária, além de alguns objetos pessoais encontrados junto ao corpo. “Não há dúvida, o corpo encontrado, infelizmente é mesmo o da advogada. O exame da arcada dentária deu positivo e o exame de DNA realizado por parentes que sairá amanhã, será apenas para materializar o que já está confirmado”, afirma.
De acordo com Maria Helena dos Santos, a conclusão das investigações deve sair em breve. “Pedimos apenas um pouco mais de paciência. As investigações estão bastante avançadas, quase em fase de conclusão. O sigilo ainda permanece para garantir a eficácia da investigação”, disse.
O corpo da advogada que estava desaparecida continua no Instituto de Medicina Legal (IML), do Recife e deve ser liberado na manhã desta segunda-feira (6). O sepultamento está marcado para às 17h, em Encruzilhada de São João, no município de Bezerros, no Agreste, onde ela morava.
Entenda o caso
A advogada Severina Natalícia da Silva, de 45 anos, desapareceu no dia 5 de dezembro de 2013. De acordo com as investigações, ela voltava a noite do Colégio Nicanor Souto Maior, no Bairro Indianópolis, em Caruaru, onde era vice-diretora e seguia para casa, em Encruzilhada de São João, no município de Bezerros.
A polícia acredita na possibilidade de sequestro, já que uma testemunha teria visto dois homens encapuzados levando-a para dentro de um carro. De acordo com o sobrinho da vítima, Veronildo Valdomiro Martins, a família da advogada pediu o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Pernambuco, para ajudar nas investigações.
O desaparecimento da advogada foi tratado em uma reunião realizada no dia 19 de dezembro em Caruaru pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subsecção Caruaru e seccional Pernambuco. Durante a reunião o delegado Bruno Vital, informou que havia uma possibilidade da vítima ter sido assassinada. “Possivelmente, o crime está ligado ao exercício da profissão. Estamos realizando diligências de todos os tipos para identificar a autoria e a motivação deste crime”, disse.
Do G1
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.