HOMEM É PRESO EM RIBEIRÃO (PE) ACUSADO DE MATAR JOVEM A PAULADAS E TOCAR FOGO EM SEU CORPO

Um crime que chocou os moradores da cidade de Ribeirão na Mata Sul teve seu desfecho após a Policia Militar realizar operações e prender Marcos Manoel da Silva, de 34 anos que foi preso na manha desta quinta (24), suspeito de ter matado o jovem de 17 anos a pauladas e ter queimado seu corpo na zona rural de Ribeirão. A prisão aconteceu após a Polícia Militar (PM) realiza operações pela cidade, e se deparou com homem transitando pelo centro comercial de Ribeirão ao ser abordado o suspeito admitiu a agressão e disse que a vítima tinha um caso amoroso com ele por ele ser homossexual.
Marcos Manoel da Silva, de 34 anos ornamentador,é acusado de ter atacado a pauladas e ateado fogo no adolescente F.H.G. de 16 anos de idade, no dia 17 de outubro de 2013 . Marcos é homossexual e se diz ser praticante do candomblé e confessa ter ateado fogo em seu amante usando a sobra de álcool que teria sobrado de um “despacho”.
Na delegacia de Ribeirão o acusado contou detalhes do crime ao Delegado Franklin Soriano Junior, que falou a nossa equipe sobre o caso “No dia em questão a vítima saiu de casa para se encontrar com seu companheiro Marcos em Ribeirão com a intenção de conseguir com o mesmo R$ 1.000,00, que inicialmente seriam para a compra de uma moto Honda Biz, conforme a vítima havia relatado a seus familiares. Ocorre que por diversas vezes a vítima havia importunado o acusado, sempre extorquindo o mesmo para conseguir dinheiro, segundo nossas investigações a vitima era viciado em drogas. Na ocasião do crime a vítima cobrava de seu amante o dinheiro alegando que se este lhe desse a importância conseguiria multiplicar o valor, vez que o investiria em algum negócio, que o autor suspeitava ser a compra e venda de drogas.
Segundo o próprio Marcos nos contou que, por volta das 9hs tomaram o rumo do Engenho Bom Despacho, onde a dupla costumava ter encontros amorosos, bem como naquela ocasião o autor, que se diz praticante de candomblé,e que iria realizar um despacho, utilizando para isso pólvora e álcool. Segundo o próprio Marcos em depoimento falou que por todo o caminho de ida a vítima o importunou para que deste logo o valor combinado, ao que o mesmo se negava,. Segundo Marcos o adolescente começou a ficar agressivo, tentando tomar o dinheiro, inclusive ameaçando-o com um porrete que foi encontrado na cena do crime.
Neste momento, entraram em luta corporal, sendo que Marcos foi atingido no antebraço e na cabeça com o porrete, mas conseguiu tomar o objeto da vítima, atingindo-lhe por três ou quatro vezes na nuca, conforme o mesmo confessa, de forma que este veio a desfalecer. Neste instante com a intenção de acabar com a vida da vítima, que agonizava em razão dos golpes, pegou o resto do álcool utilizado no despacho, despejou na vítima e ateou fogo utilizando o isqueiro do próprio, que era fumante. Ao sentir as chamas tomando conta de seu corpo a vítima ainda tentou buscar socorro, como foi relatado pelas testemunhas do inquérito, contudo veio a falecer na estrada mais adiante.Marcos Manoel da Silva, de 34 após fugir do local do crime, procurou disfarçar os seus atos, mostrando falsa preocupação com o “desaparecimento” de seu companheiro, como nos relatou a família da vítima e inclusive comparecendo ao velório de seu namorado.Marcos está sendo interrogado na Delegacia de Ribeirão e será encaminhado à Cadeia Pública de Ribeirão onde ficará a disposição da Justiça e se condenado poderá pegar uma pena que varia de 12 a 30 anos de reclusão por homicídio qualificado.
Do Portal PE10
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.