COM PEDIDO DE VISTA NO PROCESSO, SAI RESULTADO PARCIAL SOBRE PROCESSO CONTRA PREFEITO DE AMARAJI

Após mais de um ano tramitando em Brasília ainda continuará sem fim o processo que colocava em risco o cargo do prefeito de Amaraji, Jânio Gouveia da Silva.
Na noite desta quinta (17/10) os ministros do Tribunal Superior Eleitoral sob a Presidência da Senhora Ministra Cármen Lúcia. Presenças dos Senhores Ministros Marco Aurélio, Dias Toffoli, Laurita Vaz, João Otávio de Noronha, Henrique Neves da Silva e Luciana Lóssio, decidiram adiar a decisão que seria dada a ação impetrada pelas coligações frente popular mudança de verdade vinculada à candidatura de Rildo Reis e a coligação juntos por um novo Amaraji vinculada a candidatura de Bernadete Brito.
O Ministério Público Eleitoral também havia solicitado o indeferimento do candidato e sua inelegibilidade pelo mesmo ter contas rejeitadas no Tribunal de Contas.
O ministro Marco Aurélio, relator do processo explanou sobre os agravos regimentais, pedindo que o processo pudesse ser devolvido à ministra Luciana Lóssio, não acatado pela maioria dos ministros que pediram que o mesmo desse a devida finalização ao processo.
No mérito, após os votos dos Ministros Marco Aurélio (relator), Dias Toffoli e Laurita Vaz, provendo o agravo regimental, e o voto da Ministra Cármen Lúcia (presidente), desprovendo-o, pediu vista o Ministro João Otávio de Noronha. Aguarda a Ministra Luciana Lóssio. Impedimento do Ministro Henrique Neves.
Correligionários do então prefeito Jânio Gouveia, desfilaram pelas ruas com motos e carros comemorando o então adiamento do processo, nossa equipe esteve na casa do então prefeito que não estava na cidade, por telefone a esposa e também vereadora Glória Gouveia afirmou estarem na cidade do Recife, e informação deram conta que o casal estava participando do aniversário de uma de suas filhas na capital.

A decisão pode ser vista clicando aqui.

Escute a decisão dos ministros sobre o caso.
Matéria Atualizada ás  23:08hs – 17/10/2013

Casa do prefeito Jânio Gouveia após a decisão do TSE.

Correligionários políticos do prefeito comemorando.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.