LAGOA DE ITAENGA REALIZA A 23ª EDIÇÃO DA CORRIDA DE JERICOS

O Governo Municipal de Lagoa de Itaenga realiza a 23ª edição da Corrida de Jericos, que acontece entre os dias 27 e 29 de setembro, na Vila Boa Esperança, município de Lagoa de Itaenga, Zona da Mata pernambucana. A novidade para este ano é a Feira da Jornada das Oportunidades, que reúne empreendedores da região em uma feira de produtos artesanais. São estimados para o evento cerca de 100 mil pessoas.
A programação inicia nesta sexta-feira (27), a partir das 20h, com as bandas Os Gêmeos Show, Anjos do Forró e Arreio de Ouro. No sábado (28), a noite fica por conta das atrações musicais Júnior Neto, Forró na Tora e Forró Safado. Já no domingo (29), a partir das 12h, tem o grupo Patusco, Trio Frescura, Ferro na Boneca e Oz Atrevidos. A grandiosa Corrida de Jericos acontece às 16h e premiará os três primeiros vencedores. A atração Léo Santana e Parangolé finalizam a programação da festa.
Uma megaestrutura está sendo planejada, composta por área ampla de estacionamento, local de alimentação, feira de artesanatos, banheiros químicos, equipe de segurança privada, camarotes e palco. A expectativa é de atrair um público de 100 mil pessoas, gerando renda para hotéis, restaurantes, comerciantes locais e de cidades vizinhas.

História

A Corrida de Jericos surgiu no dia 1º de setembro de 1990, na Vila Boa Esperança, em Lagoa de Itaenga, Zona da Mata pernambucana. Tem como idealizador o itaenguense Elias Francisco Barbosa, que apostava tornar do evento uma referência regional.

A primeira edição da festa contou com 12 participantes, sendo premiado o agricultor Heleno Barbosa, de Lagoa de Itaenga, levando o montante de CR$ 15 mil. O patrocínio era adquirido através de pequenos comerciantes locais.

O espaço do evento conta hoje com uma pista asfaltada para a realização da corrida, área estimada para comportar 40 mil pessoas e amplo local de estacionamento. Tradicionalmente, a corrida é realizada na tarde do domingo (último dia de festa). A programação oscila entre os derradeiros fins de semana do mês de setembro, estimando um publico total de 100 mil pessoas, durante os três dias de programação.

Gera renda para comerciantes locais e de cidades vizinhas na comercialização de bebidas, alimentos, artesanatos, para a indústria musical, setor de hotelaria e restaurantes. Agrega valores a cultura local, sendo uma das principais tradições que integra o calendário festivo da cidade.

Com informações da Assessoria.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.