GREVE DOS BANCÁRIOS NÃO PODE PREJUDICAR CONSUMIDORES: SAIBA COMO PROCEDER

Os bancários de Pernambuco vão cruzar os braços, a partir das 0h, desta quinta-feira (19). O movimento segue as orientações do Comando Nacional de Greve, atingindo todas as instituições bancárias do País. No Estado, a paralisação deve contar com a adesão de 12 mil trabalhadores, das mais de 500 agências existentes. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) orienta os consumidores a utilizarem meios alternativos para quitar seus compromissos. De acordo com o órgão, o fechamento dos bancos não pode prejudicar o consumidor, entretanto, este também não pode se valer da greve para se eximir de quitar suas obrigações.
Quem precisar pagar uma conta e encontrar a agência fechada deve tentar fazer o pagamento por outros canais, como caixa eletrônico, internet, telefone e correspondentes bancários. Além das lotéricas, alguns hipermercados, lojas e até farmácias oferecem o serviço. Segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), como a greve não é uma situação gerada pelo consumidor, o atraso no pagamento não deve gerar penalidades para ele. Caso o pagamento não seja possível, a dívida não poderá ser cobrada com juros ou multa.
• Confira o cronograma de opções disponíveis aos consumidores:
Faturas atrasadas de tarifas públicas como água, telefone e energia, podem ser quitadas nas opções de atendimento que estiverem disponíveis em qualquer banco, já que o cálculo de taxas de multas é acordado com a própria empresa que presta o serviço. Aposentados e pensionistas poderão retirar o dinheiro nos caixas eletrônicos de toda a rede. Entretanto, os que recebem pela Caixa Econômica Federal só poderão retirar o benefício nas casas lotéricas. 
Os saques ficam limitados a R$ 1.000 ao dia em caixa eletrônico, banco 24 horas, lotérias e correspondentes bancários, este último limitado em três transações por dia. Com a paralisação ficam suspensos os empréstimos com valores mais altos, financiamentos de imóveis ou automóveis, criação ou modificação de senhas e ainda os resgates de cheque sem fundo.
De acordo com o Sindicato dos Bancários de Pernambuco, entre as reivindicações estão: 11,93% de reajuste salarial, o que representa 5% de aumento real mais inflação; participação nos Lucros e Resultado (PLR) de três salários mais R$ 5.553,15; piso de R$ 2.860,21, que é o salário mínimo estipulado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese); auxílio refeição; 13ª cesta; auxílio-creche de R$ 678; e melhores condições de trabalho. A greve deve se manter por tempo indeterminado.

Da Folha PE
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.