1ª IGREJA BATISTA EM AMARAJI COMEMORA BODAS DE CARVALHO

Foto: Edmar Gomes

A 1ª Igreja Batista em Amaraji, que tem como Pr. João Batista, está comemorando este ano, 80 anos (bodas de carvalho) de fundação  nesta cidade, e para tal irá comemorar com festa em seu templo que fica localizado na Rua 15 de novembro, Centro. As comemorações iniciam na terça dia 01 e vão até 06 de Outubro, entre as atrações da festividade destaca-se os pioneiros e renomados cantores gospel Armando Filho e Feliciano Amaral, a festividade sempre com início ás 19:00hs espera contar com a população e igrejas convidadas.

Segue no final da reportagem um pequeno transcrito de como iniciou o trabalho da igreja.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DOS 80 ANOS DA 1ª IGREJA BATISTA EM AMARAJI:

01 DE OUTUBRO (TERÇA FEIRA)

Pr. Armando Filho ministrando o louvor e a palavra

02 DE OUTUBRO (QUARTA FEIRA)
Quarteto Feminino, vindo do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil.
Um breve histórico da igreja com fotos e documentários, na palavra Pr. João Batista, pastor atual da PIBA
03 DE OUTUBRO (QUINTA FEIRA)

Ministrando o louvor da noite o Pr. Feliciano Amaral, com presença de todos os Pastores que já pastorearam a igreja e na ministração da palavra o Pr. Jairo Ribeiro da Segunda Igreja Batista em Primavera.


04 DE OUTUBRO (SEXTA FEIRA)
No louvor Sergio Lima Jr. e Banda.
Inicio da Conferência Evangelística com a ministração da palavra o Pr. Emanuel Alírio, vindo da cidade de Petrolina.

05 DE OUTUBRO (SÁBADO)
No louvor, o Grupo de Louvor da PIBA e outros.
Segundo dia de Conferência, na palavra o Pr. Emanuel Alírio
06 DE OUTUBRO (DOMINGO)
No louvor, Coral da PIBA e outros.

Encerramento da Conferência, com o Pr. Emanuel Alírio.



Saiba como iniciou os trabalhos da igreja na cidade de Amaraji.
Fonte: Igreja Batista Amaraji /  Maria do Carmo Cordeiro (membro fundador)

Era domingo de primavera do ano de 1921, quando alguns feirantes da cidade de Gravatá vieram comercializar seus cereais aqui na feira livre da cidade de Amaraji. Dois desses feirantes de nomes Brito e Salgado, membros da 1ª Igreja Batista em Gravatá, deram inicio a uma mensagem com o tema “Só existe salvação no evangelho”. No decorrer da explanação desta mensagem surge um homem com um punhal em mão sobre as costas do Sr. Salgado ameaçando-o de morte caso continuasse a falar do evangelho. O Sr Salgado, temendo por sua vida, correu deixando tudo para trás.

Após quatros, aqueles mesmos feirantes retornaram a cidade de Amaraji, desta vez trazendo consigo familiares e irmãos em Cristo oriundos da cidade de Gravatá. Com intrepidez e ousadia começaram a anunciar Jesus Cristo como único caminho e salvação.

A partir daquele dia, a caravana continuou vindo todos os sábados continuou a vir a Amaraji com o proposito de anunciar as boas novas.

Em 1930 surge em Amaraji o primeiro ponto de pregação, sendo este situado a rua 13 de maio. Os irmão se reuniam na cozinha na cozinha da casa de uma senhora de idade já avançada, a senhora Maria de Jesus, conhecida popularmente como Maria Velha. Esta senhora, em principio muito perseguida pela população, entregou sua vida a Jesus. Depois de Algum tempo chegou o delegado da polícia conhecido como Dr. Francisco Teixeira que pôs fim a perseguição.

O trabalho do evangelístico continuou e outras vidas foram se entregando a Cristo, entre elas, o Sr. Oficial da Justiça Arsênio Gabino Rodrigues dos Santos, o mesmo trabalhava como lampista da cidade (esta atividade consistia em acender as luminárias da cidade), visto que na época não disponhamos de energia elétrica. O Sr. Arsênio  encarregado de iluminar as ruas da cidade, a partir de então trazia consigo também a responsabilidade de levar a luz do evangelho aos munícipes. Vale salientar que este mesmo cidadão, em sua adolescência servia como sacristão da igreja Católica, e também como musico nas festas locais e também era grande perseguidor do evangelho, porém ao ouvir a mensagem entregou sua vida a Jesus juntamente com tua a sua família casa, tornando-se a partir de então um baluarte na pregação das boas novas.

Através da mensagens outras pessoas entregaram sua vida a Jesus. Aquela cozinha improvisada já não mais acomodavam as pessoas que ali chegavam, os irmãos tiveram que trocar de endereço passando para um local mais amplo,  situado a rua 15 de novembro, na ocasião residencia do Sr. Amaro Rocha, logo em seguida mudaram para outra residencia, na mesma rua, casa de numero 29.

No dia 1º de Outubro de 1933 organizou-se a Primeira Igreja Batista em Amaraji, tendo como pastor José Ferreira Neves, este pastoreou a igreja no período de 1934 a 1936.

Segundo informações a primeira diretoria da igreja foi:

Presidente: Pr José Ferreira Neves
1º Secretario: Abílio Francisco Cumaru
Tesoureira: Maria do Carmo Cordeiro
Diáconos: Arsênio Gabino R. dos Santos e Abílio Francisco Cumaru
Superintendente da EBD: José Lauriano
Presidente da sociedade de Homens: Arsênio Gabino R. dos Santos
Presidente da sociedade Feminina: Guilhermina B. de Medeiros
Líder da mocidade: Joaquim Simão Barros
Líder do Externato Batista: Secísta Auxiliadora Machado
Presidente do Coral: Rute Bezerra

Com a saída de Secísta Auxiliadora Machado, ocupou o seu lugar a senhora Anaíza Rodrigues com o coral  e o externato. Na música a igreja tinha como acompanhamento Arsênio Gabino no violão, Arsênio Filho no acordeon, no violino Auzírio Rodrigues e no órgão Anaíza Rodrigues e Maria do Carmo Cordeiro.

Redação Amaraji Notícia  / Foto: Edmar Gomes
Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.