COMEÇA NOVA ETAPA DE OBRAS DO COMPLEXO DE VIADUTOS PARA ACESSO A SUAPE E LITORAL SUL

A partir da próxima segunda-feira (02), a Concessionária Rota do Atlântico começa uma nova fase das obras de construção do complexo de cinco viadutos que facilitará o acesso ao Porto de Suape e ao Litoral Sul do Estado. Serão iniciados os trabalhos de aterro junto aos elevados que passam sobre a BR-101 Sul, na altura da rotatória próxima ao Hospital Dom Helder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho. O conjunto de viadutos, que terá um total de quatro quilômetros de extensão e 14 alças de acesso, fará a ligação das vias nos sentidos de Recife, Ponte dos Carvalhos, Suape, Centro do Cabo e Alagoas.
Para a realização dos trabalhos, haverá uma intervenção no tráfego de meia pista no acesso da BR-101 nova para a rotatória junto à BR-101 antiga. A previsão de liberação total do trecho para a circulação de veículos, de aproximadamente 400 metros, é no final do mês de setembro. Desta quinta (29) até o domingo (1º), fora dos horários de pico, a área estará recebendo os preparativos para o início dos serviços. A mesma intervenção já foi realizada em outras etapas da obra. Os viadutos já estão prontos e agora começa a terraplenagem para a ligação entre eles. Na sequência, serão realizados os trabalhos de pavimentação das alças de acesso.
Orientação e alternativas – Durante o bloqueio de meia pista, os motoristas que saírem do Recife para Suape e Litoral Sul poderão utilizar ainda o caminho alternativo pela BR-101 Nova, acessando o Centro do Cabo pelo bairro da Charneca, na altura do quilômetro 103 da rodovia federal. Outra opção é seguir pelo Complexo Viário do Paiva em direção à PE-028, acessando à PE-060. 
Para minimizar retenções e manter a segurança dos usuários na área, o tráfego será supervisionado diretamente pela engenharia operacional e equipes de tráfego da Rota do Atlântico. “Nas outras intervenções não registramos grandes retenções de tráfego. Mesmo assim nossas equipes estarão de plantão no local para auxiliar o trânsito caso necessário”, destaca o superintendente de operações da concessionária, Ivan Moraes. 
Placas refletivas de sinalização serão implantadas para alertar os motoristas sobre as intervenções, a partir de 1,5 km antes do início do bloqueio, na BR-101 nova, sentido Recife-Alagoas. Além disso, um Painel de Mensagens Variáveis transmitirá informações aos motoristas sobre a interdição.
Rota do Atlântico – É a empresa responsável pela modernização, manutenção, operação e administração do novo sistema viário que irá atender a região de Suape, localizada entre os municípios do Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca. A nova via expressa, a PE-009, segue da BR-101 Sul, na altura Hospital Dom Helder, até a PE-038, no distrito de Nossa Senhora do Ó. Além de atender os caminhões que seguem para o porto e as indústrias da área, será também o caminho principal para as praias do Litoral Sul, encurtando a distância em 8,4 quilômetros em relação à PE-060. A nova rodovia irá representar uma economia de tempo de cerca de 20 minutos, considerando a velocidade de 100 km/h da via expressa. 
Com um contrato de 35 anos de concessão e investimentos de R$ 450 milhões, a concessionária ficará responsável pela manutenção do pavimento, dos dispositivos de drenagem, da faixa de domínio e também pela implantação e conservação de equipamentos de segurança como câmeras, radares, painéis de mensagem, placas de sinalização e iluminação. A Rota do Atlântico conta com Centro de Controle Operacional (CCO), com serviço de atendimento ao usuário e apoio ao caminhoneiro, monitoramento 24 horas e ambulância de resgate a acidentados.
O trecho concessionado inclui o complexo de cinco viadutos; uma nova rodovia entre Suape e a PE-038; a requalificação do acesso à Ilha de Tatuoca; a rotatória na Curva do Boi; o Contorno do Cabo; as TDR’s Norte e Sul e a VPE-052. O início das operações está previsto para este segundo semestre de 2013. 
A Rota do Atlântico é formada pela Odebrecht Transport, uma empresa do Grupo Odebrecht, que tem como sócio o Fundo de Infraestrutura do FGTS, e pela Invepar, composto pela Previ, Petros, Funcef e OAS.

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.