AVIÕES PODEM SER AFUNDADOS EM RECIFE E PORTO DE GALINHAS

Já imaginou mergulhar em aviões naufragados? Pois isso será possível até setembro no Recife e em Porto de Galinhas, quando o Parque Estadual Marinho de Naufrágios estiver funcionando. Os boeings da Vasp 727-200 e 737-200, estacionados no pátio do Aeroporto Internacional do Recife/ Guararapes – Gilberto Freyre há oito anos, deverão ser comprados pelo estado e afundados em alto-mar. Os frequentadores também poderão nadar entre arraias e peixes coloridos e ver de perto 27 embarcações que foram a pique na costa pernambucana.
Os aviões foram fabricados na década de 1980 e pararam de voar no início de 2005. Desde então, estão estacionados próximo à cabeceira 36 do aeroporto, ocupando uma área de 3 mil m2. No país, as aeronaves da Vasp estavam sendo desmontadas e as peças vendidas até novembro do ano passado, quando uma decisão da Justiça proibiu temporariamente os leilões. Caso a Secretaria Estadual de Meio Ambiente não consiga comprar os boeings, outros dois aviões, inclusive de fora do Brasil, poderão ser negociados. Mas isso encareceria o processo, devido aos custos com o traslado. “Estamos em processo de aquisição, negociando algumas alternativas, e vendo o local adequado no fundo do mar”, acrescentou o secretário Sérgio Xavier.

Foto: Teresa Maia/DP/D.A.Press


Fonte: Diário de Pernambuco
Compartilhe:

Comentários

comments

One thought on “AVIÕES PODEM SER AFUNDADOS EM RECIFE E PORTO DE GALINHAS

  • 11 de maio de 2013 em 3:26 pm
    Permalink

    Poderiam aproveitar e colocar uns ilustres passageiros dentro, só pra não perder a viajem né…
     
    Imagina só o desperdício…num avião desses cabem pelo menos uns 300 deputados em cada.
     
    Que tal começar uma campanha….afunde um deputado e seja feliz…vou começar a listinha com a Dilma e o Lula, que, claro, não poderiam faltar.
     
    O problema vai ser um mergulho num naufrágio desses. Imagina o perigo de ter um equipamento roubado lá no fundo durante um mergulho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.